Makoto Kobayashi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Makoto Kobayashi Medalha Nobel
Conhecido(a) por Matriz CKM
Nascimento 7 de abril de 1944 (73 anos)
Nagoya
Nacionalidade Japão Japonês
Alma mater Universidade de Nagoya
Prêmios Prêmio Sakurai (1985), Prêmio Asahi (1995), Prêmio Física de Alta Energia e Partículas (2007), Nobel prize medal.svg Nobel de Física (2008)
Orientador(es) Shoichi Sakata
Campo(s) Física

Makoto Kobayashi (小林 誠, Kobayashi Makoto?) (Nagoya, 7 de abril de 1944) é um físico japonês.

Foi laureado com o Nobel da Física de 2008, juntamente com Toshihide Maskawa e Yoichiro Nambu, "pela descoberta da origem da violação da simetria, que prediz a existência de pelo menos três famílias de quarks na natureza." [1][2][3]

Seu artigo "Violação CP na teoria renomalizável da interação fraca" [4] (1973), escrito com Maskawa, está entre os três documentos de energia física mais citados..[5]

Como resultado deste trabalho, foi desenhada a matriz Cabibbo-Kobayashi-Maskawa (matriz CKM), que define os parâmetros de mistura entre quarks. O ansatz CKM postulou a existência de uma terceira geração de quarks - hipótese confirmada experimentalmente quatro anos depois, com a decoberta do quark Bottom.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Albert Fert e Peter Grünberg
Nobel de Física
2008
com Yoichiro Nambu e Toshihide Maskawa
Sucedido por
Charles Kao, Willard Boyle e George Smith


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.