Malaca (cidade)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Malaca
Malacca City Emblem.svg
2016 Malakka, Plac Holenderski (04).jpg
Geografia
País
States of Malaysia
Parte de
Melaka and George Town, Historic Cities of the Straits of Malacca (d)
Capital de
Área
277 km2
Altitude
543 m
Coordenadas
Demografia
População
455 300 hab. ()
Densidade
1 643,7 hab./km2 ()
Funcionamento
Estatuto
Estatudo patrimonial
parte do Património Mundial (d) (a partir de )
Geminações
História
Fundação
Eventos chaves
Siege of Malacca (en)
Siege of Malacca (en)
Conquista de Malaca
Identificadores
Código postal
75xxx to 78xxx
TGN
Prefixo telefônico
6
Website

Malaca (Bandar Melaka, em malaio) é a capital do estado malaio de Malaca, localizada no litoral sudoeste da Península Malaia, defronte o estreito de Malaca.[1] Sua população é de cerca de 370 000 habitantes e sua área, de 303 km². Atualmente o porto serve apenas à navegação costeira, devido à sua pouca profundidade, que o impede de atender à navegação de longo-curso.

Para a etimologia e uso do topônimo, ver Malaca.

História[editar | editar código-fonte]

Mapa da Malásia com a localização da cidade de Malaca
Memorial à Rainha Vitória, em Malaca

Originalmente, o porto de Malaca era usado pelos chineses como um local de depósito e transbordo de especiarias (especialmente pimenta) das Molucas. Entretanto, devido a sua localização estratégica no estreito de Malaca, tornou-se rapidamente um próspero porto comercial onde árabes, indianos e chineses negociavam seus produtos. Até o século XV, a cidade era virtualmente uma colônia chinesa e, como tal, um espécie de cabeça-de-ponte chinesa para o oceano Índico.

Nos séculos XV e XVI, Malaca tornou-se a sede de um sultanato malaio. O fundador do Sultanato de Malaca foi Paramesvara, um príncipe hindu de Serivijaia, que havia se refugiado em Malaca. Converteu-se ao Islã em cerca de 1414, fato que marca o início da história muçulmana do sudeste asiático.

Em 1511, Afonso de Albuquerque conquistou a cidade e expulsou o Sultão Mamude (r. 1488–1528). Malaca esteve sob domínio português entre 1511 e 1641 e, em seguida, sob controle neerlandês até 1824. Entre aquela data e 1957, a cidade, bem como toda a Península Malaia, pertenceram ao império colonial britânico.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Malaca encontra-se na costa sudoeste da Malásia, no chamado estreito de Malaca, que separa a Península Malaia e a ilha de Sumatra. Está a cerca de 200 km a noroeste de Singapura.

A cidade, cortada por um rio, constitui-se num porto natural, protegido das intempéries por pequenas ilhas ao largo. As cercanias de Malaca já foram cobertas por florestas tropicais, reduzidas devido à economia de monocultura de exportação. Possui depósitos de estanho no interior.

Cidades Irmãs[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Pix.gif '''Malaca e George Town, Cidades históricas do Estreito de Malaca *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Image717 CP Malacca, a Famosa, fortaleza portuguesa.jpg
"A Famosa": Porta de Santiago (detalhe em antiga foto)
País  Malásia
Tipo Cultural
Critérios ii, iii, iv
Referência 1223
Região** Ásia e Oceania
Histórico de inscrição
Inscrição 2008  (32ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.
  1. «Malaca». Biblioteca Nacional da Alemanha (em alemão). Consultado em 19 de dezembro de 2019