Malhada de Pedras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Malhada de Pedras
  Município do Brasil  
Hino
Gentílico malhadapedrense
Localização
Malhada de Pedras está localizado em: Brasil
Malhada de Pedras
Localização de Malhada de Pedras no Brasil
Mapa de Malhada de Pedras
Coordenadas 14° 23' 16" S 41° 52' 44" O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Municípios limítrofes Rio do Antônio, Brumado, Caraíbas, Maetinga
Distância até a capital 689 km
História
Fundação 12 de julho de 1962
Administração
Prefeito(a) Terezinha Baleeiro (PP, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total 529,056 km²
População total (IBGE/2016[1]) 8 468 hab.
Densidade 16 hab./km²
Clima Semi-árido
Altitude 515 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[2]) 0,578 baixo
PIB (IBGE/2008[3]) R$ 21 636,252 mil
PIB per capita (IBGE/2008[3]) R$ 2 790,69

Malhada de Pedras é um município brasileiro no interior do estado da Bahia, Região Nordeste do País, orientado nas coordenadas 14º23'17", latitude (Sul) e 41º52'45", longitude (Oeste). Está a uma altitude de 515 metros. Sua população estimada em 2016 é de 8 875 habitantes, distribuídos em uma área de 529,056 quilômetros quadrados, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

História[editar | editar código-fonte]

A área que integra o atual município de Malhada de Pedras, anteriormente à data da sua emancipação, pertencia ao município de Brumado.

A origem de seu topônimo, segundo antigos moradores, deu-se em razão de existir no local grande quantidade de pedras, cobrindo a superfície onde o gado se reunia em lotes para dormir.

Em 1915, o território do município era composto por lugarejo e somente três casas formavam a comunidade de propriedade dos senhores Benedito José Bernardes Santos, José Rodrigues e João Ferreira. Essa comunidade viria, mais tarde a se tornar o município de Malhada de Pedras.

Pouco tempo depois, os primeiros moradores doaram suas terras à várias famílias que ali se fixaram, desenvolvendo trabalho para o progresso e consequentemente evolução da localidade.

Em 1944 surgiram os primeiros trilhos da Viação Férrea Federal do Leste Brasileiro (VFFLB, hoje VLI), na extensão do trecho Malhada de Pedras — Umburanas. Somente em 11 de setembro de 1948, inaugurava–se a estação ferroviária, com a chegada da primeira máquina locomotiva movimentada a vapor, conduzindo uma comitiva chefiada pelo então Ministro da viação doutor Clovis Pestanha de Castilho, quando, naquele mesmo ano, foi nomeado o primeiro agente de estação, o senhor Catarino dos Santos Pereira. Este acontecimento marcou época, trazendo consigo progresso para o desenvolvimento de diversas partes com destino a capital.

Em 1945, com ajuda material de grande número de moradores, iniciaram a construção de uma capela, sob invocação de Senhor Bom Jesus, cuja obra foi concluída em 1950.

Por força da lei estadual nº 1 710, de 12 de julho de 1962, o povoado de Malhada de Pedras foi desmembrado do município de Brumado. O município foi formado com fração de terras dos distritos de Brumado e Ubiraçaba. Em 7 de abril de 1963, o povoado recebeu estatuto de cidade, composto de único distrito, o do mesmo nome, de acordo com a divisão territorial do Brasil, de 1º de janeiro de 1979.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Municípios limítrofes[editar | editar código-fonte]

Faz limites com Brumado, a Nordeste, Caraíbas, a sul, Rio do Antônio e Maetinga, a oeste.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

É banhado pelo Rio do Antônio.

Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. IBGE. «Malhada de Pedras (Perfil)». Consultado em 9 de outubro de 2016 
  2. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 16 de agosto de 2013 
  3. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010