Malhada de Pedras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Malhada de Pedras
  Município do Brasil  
Símbolos
Brasão de armas de Malhada de Pedras
Brasão de armas
Hino
Gentílico malhadapedrense
Localização
Localização de Malhada de Pedras na Bahia
Localização de Malhada de Pedras na Bahia
Malhada de Pedras está localizado em: Brasil
Malhada de Pedras
Localização de Malhada de Pedras no Brasil
Mapa de Malhada de Pedras
Coordenadas 14° 23' 16" S 41° 52' 44" O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Municípios limítrofes Rio do Antônio, Brumado, Caraíbas, Maetinga
Distância até a capital 689 km
História
Fundação 12 de julho de 1962 (60 anos)
Administração
Prefeito(a) Carlos Roberto Santos da Silva[1] (PSD, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total 529,056 km²
População total (IBGE/2016[2]) 8 468 hab.
Densidade 16 hab./km²
Clima Semi-árido
Altitude 515 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[3]) 0,578 baixo
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 21 636,252 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 2 790,69

Malhada de Pedras é um município brasileiro no interior do estado da Bahia, Região Nordeste do País, orientado nas coordenadas 14º23'17", latitude (Sul) e 41º52'45", longitude (Oeste). Está a uma altitude de 515 metros. Sua população estimada em 2016 é de 8 875 habitantes, distribuídos em uma área de 529,056 quilômetros quadrados, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

História[editar | editar código-fonte]

A área que integra o atual município de Malhada de Pedras, anteriormente à data da sua emancipação, pertencia ao município de Brumado.

A origem de seu topônimo, segundo antigos moradores, deu-se em razão de existir no local grande quantidade de pedras, cobrindo a superfície onde o gado se reunia em lotes para dormir.

Em 1915, o território do município era composto por lugarejo e somente três casas formavam a comunidade de propriedade dos senhores Benedito José Bernardes Santos, José Rodrigues e João Ferreira. Essa comunidade viria, mais tarde a se tornar o município de Malhada de Pedras.

Pouco tempo depois, os primeiros moradores doaram suas terras à várias famílias que ali se fixaram, desenvolvendo trabalho para o progresso e consequentemente evolução da localidade.

Em 1944 surgiram os primeiros trilhos da Viação Férrea Federal do Leste Brasileiro (VFFLB, hoje VLI), na extensão do trecho Malhada de Pedras — Umburanas. Somente em 11 de setembro de 1948, inaugurava–se a estação ferroviária, com a chegada da primeira máquina locomotiva movimentada a vapor, conduzindo uma comitiva chefiada pelo então Ministro da viação doutor Clovis Pestanha de Castilho, quando, naquele mesmo ano, foi nomeado o primeiro agente de estação, o senhor Catarino dos Santos Pereira. Este acontecimento marcou época, trazendo consigo progresso para o desenvolvimento de diversas partes com destino a capital.

Em 1945, com ajuda material de grande número de moradores, iniciaram a construção de uma capela, sob invocação de Senhor Bom Jesus, cuja obra foi concluída em 1950.

Por força da lei estadual nº 1 710, de 12 de julho de 1962, o povoado de Malhada de Pedras foi desmembrado do município de Brumado. O município foi formado com fração de terras dos distritos de Brumado e Ubiraçaba. Em 7 de abril de 1963, o povoado recebeu estatuto de cidade, composto de único distrito, o do mesmo nome, de acordo com a divisão territorial do Brasil, de 1º de janeiro de 1979.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Municípios limítrofes[editar | editar código-fonte]

Faz limites com Brumado, a Nordeste, Caraíbas, a sul, Rio do Antônio e Maetinga, a oeste.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

É banhado pelo Rio do Antônio.

Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Candidatos a vereador Malhada de Pedras-BA». Estadão. Consultado em 14 de maio de 2021 
  2. IBGE. «Malhada de Pedras (Perfil)». Consultado em 9 de outubro de 2016 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 16 de agosto de 2013 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010