Malhas do Sul de Minas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pavilhão do Festival de Malhas de Jacutinga.

Malhas do Sul de Minas é um circuito turístico do estado brasileiro de Minas Gerais integrado por cinco municípios da mesorregião do Sul e Sudoeste de Minas: Borda da Mata, Inconfidentes, Jacutinga, Monte Sião e Ouro Fino.[1] A região desenvolveu-se com o crescimento de diversas confecções de malhas e atualmente o principal sustento vem da atividade. Monte Sião é chamada a “Capital Nacional do Tricô” e Jacutinga tornou-se a “Capital Nacional da Malha”. Anualmente, são organizadas feiras, que se tornaram grandes eventos, para exposição e revenda da produção locais.[2]

Por serem cidades localizadas próximas a divisa de estado, fazem parte do Circuito das Malhas as cidades paulistas de Águas de Lindoia, Serra Negra e Socorro, localizadas a aproximadamente 200 quilômetros da capital do estado e aproximadamente 100 quilômetros de Campinas.

História[editar | editar código-fonte]

De origem principalmente italiana, a região surgiu em meados de 1800, após o ciclo do ouro, quando iniciou-se a atividade agropecuária.

Monte Sião foi fundada em 1838, chamando-se inicialmente Jabuticabal (1838) e mais tarde em 1854 passou a se chamar Monte Sião.[3]

Jacutinga, criada em 1835 quando foi construída a primeira capela do povoado que então era chamado de Ribeirão de Jacutinga. [4]

Borda da Mata, criada em 1858, destacou-se pela produção de pijamas e também está inserida na rota do Caminho da Fé, percorrida por fiéis a pé por mais de 400 km de Tambaú/SP até Aparecida/SP. [4]

Ouro Fino surgiu 1788, mas apenas em 1880 foi elevada à categoria de cidade e além da produção de malharia. Sua economia também contou com forte produção de café e ainda hoje as grandes plantações fazem de suas montanhas belas paisagens.[4]

A cidade de Inconfidentes originou-se com a vinda dos bandeirantes em busca de ouro nesta região. Mas a atividade mineradora não surtiu o efeito esperado, e o povoado de Mogi Acima, primeiro nome do lugar, passou a dedicar-se a agricultura. As terras de Inconfidentes passaram por diversas propriedades e apenas em 1953 foi elevado a distrito.[4]


O tricô era uma tradição entre as mulheres da colônia Italiana, e com a mecanização (década de 70), substituiu a agricultura como fonte de renda e deu a fama à cidade.[5]

População e PIB dos municípios do Circuito das Malhas[6][editar | editar código-fonte]

Cidade População (2010 est. IBGE) PIB (2010 est. IBGE)
Ouro Fino 31.568 431.161 mil
Monte Sião 22.203 230.487 mil
Jacutinga 22.772 298.910 mil
Borda da Mata 17.118 149.177 mil
Inconfidentes 6.908 53.903 mil

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Fazem parte desse circuito as rodovias MG-290, MG-295 e MG-459.[7]

Municípios Rodovias
Borda da Mata MG-290
Inconfidentes MG-290 e MG-295
Jacutinga MG-290
Monte Sião MG-459
Ouro Fino MG-290 e MG-459

Município Mais Populoso[editar | editar código-fonte]

Ouro Fino

Aeroportos[editar | editar código-fonte]

Ouro Fino

Turismo[editar | editar código-fonte]

A região do Circuito das Malhas possui atrativos. Os principais deles são: o Parque Primo Raphaelli, a Trilha para a Cachoeira, o Teatro Municipal (na av. Barão do Rio Branco), o Pico da Forquilha, o Museu do Tricô em Jacutinga e a Igreja Matriz de Santo Antonio. [6]

Comércio[editar | editar código-fonte]

Atualmente a região é uma importante produtora nacional de vestuário de tricô e malharia. Estima-se que apenas a cidade de Jacutinga seja responsável pela produção de cerca de dois milhões de peças por mês, em seu parque industrial de micro-empresas utilizando tecnologia de última geração.[8]. Com o crescimento da internet, a comercialização dos produtos fabricados pelas malharias da região atualmente também é feita online.[9]. O PIB conjunto das cinco cidades que compõem o Circuito das Malhas foi em 2010, de acordo com última estimativa do IBGE, de R$ 1.16 bilhões.

Referências

  1. «Listagem dos Circuitos Turísticos» (PDF). Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais. p. 29. Consultado em 9 de setembro de 2011. Arquivado do original (PDF) em 12 de maio de 2013 
  2. «Circuito das Malhas - MG». brasil.gov.br. Consultado em 25 de janeiro de 2013 
  3. [www.montesiao.mg.gov.br/ «Prefeitura Municipal de Monte Sião»] Verifique valor |url= (ajuda). montesiao.mg.gov.br. Consultado em 25 de janeiro de 2013 
  4. a b c d «Prefeitura Municipal de Jacutinga». jacutinga.mg.gov.br. Consultado em 25 de janeiro de 2013  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "circuito8" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "circuito8" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "circuito8" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  5. «Atrações do Circuito». bussolanet.com.br. Consultado em 25 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 23 de novembro de 2011 
  6. a b «IBGE». IBGE.gov.br. Consultado em 25 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 16 de junho de 2016  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "circuito2" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  7. «Circuito Turístico Malhas do Sul de Minas». Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais. Consultado em 27 de maio de 2012 
  8. «Jacutinga Capital das Malhas» 
  9. «Galeria Tricot». galeriatricot.com.br. Consultado em 25 de janeiro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]