Mamangaba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros usos para a palavra abelhão, veja Abelhão.
Como ler uma caixa taxonómicaMamangava, mangangá, abelhão, zangão
Bombus terrestris

Bombus terrestris
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Hymenoptera
Superfamília: Apoidea
Família: Apidae
Tribo: Bombini
Género: Bombus
Espécies
Cerca de 250 espécies

Mangangá, mamangaba, mamangava, mangava, mangangava, mangangaba [1] ou ainda vespa-de-rodeio no Brasil; e abelhão, mata-cavalo, abugão em Portugal; e ainda por vezes, tanto no Brasil quanto em Portugal, "zangão" (nome que também pode, porém, designar os machos de qualquer espécie de abelha)[2] são os vários nomes pelos quais são denominados em português os abelhões, vespas ou abelhas do gênero/género científico Bombus[3], que incluem numerosas espécies, como a Bombus terrestris, de ampla distribuição tanto no Brasil quanto em Portugal. Possuem abdome largo e piloso, geralmente de cor negra e amarela. Medem aproximadamente 3 centímetros de comprimento.

São um tipo de grande abelha, vespa ou marimbondo, de comportamento em geral solitárias, mas, em certas épocas do ano, sociais. Quando sociais, vivem em colmeias de dez a duzentos indivíduos. São grandes, peludas e emitem um zumbido alto ao voar. São muito importantes na polinização de muitas plantas. Uma mamangaba raramente ferroa, a não ser que seja provocada; quando isso ocorre, porém, a sua ferroada é muito dolorosa. Ao contrário das abelhas do gênero Apis, uma mamangaba pode ferroar várias vezes.

Geralmente as mamangabas fazem ninhos forrados com pedaços de palha em buracos em troncos de árvore ou no solo, preferentemente em barrancos, podendo também fazer ninhos debaixo do piso de casas ou nos jardins. A mamangaba produz mel mas em pouca quantidade e armazena-o dentro de potes de cera e não em favos. Pela sua importância na polinização de várias tipos de plantas, principalmente o maracujá, sua perseguição, destruição, caça ou apanha é proibida no Brasil de acordo com a lei federal nº 9605 de 12 de fevereiro de 1998 (artigo 29).[4]

O nome mangangá vem do tupi. Existem diversas variações do nome mangangá: mangangaba, mangangava, mangava, muganga, munganga.

Referências

  1. Existem diversas variações deste nome: mangangá, mangangaba, mangangava, mangava, muganga, munganga.
  2. «Bombus ruderatus (Fabricius, 1775) Zangão - Portal da Biodiversidade dos Açores». Consultado em 2013-01-22. 
  3. Por vezes, estes nomes também podem ser usados para fazer referência a outras espécies de apídeos semelhantes àquelas do género Bombus
  4. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9605.htm

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Mamangaba


Ícone de esboço Este artigo sobre abelhas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.