Manifesto ao Mundo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Manifesto ao Mundo, publicado em 1849,[1] foi um documento escrito pelos revolucionários da Revolta Praieira, cujas principais condições eram:[2]

  1. Voto livre e universal do povo brasileiro
  2. A plena e absoluta liberdade de comunicar os pensamentos por meio da Imprensa
  3. O trabalho como garantia de vida para os cidadãos Brasileiros
  4. O comércio a retalho só para os cidadãos Brasileiros
  5. A inteira e efetiva independência dos poderes constituídos
  6. A extinção do Poder Moderador e do direito de agraciar
  7. O elemento federal na nova organização
  8. Completa reforma do poder judicial, em ordem a assegurar as garantias dos direitos individuais dos cidadãos
  9. Extinção da lei do juro convencional
  10. Extinção do atual sistema de recrutamento
  11. Expulsão dos portugueses

FONTE: "História das Idéias Socialistas no Brasil, de Vamireh Chacon, editora do Senado Federal, coleção Bernardo Pereira de Vasconcelos"

Referências

  1. «Rebelião Praieira (1848 – 1850)» 
  2. Moccelin, Renato; Camargo, Rosiane. «Passaporte para a História». Editora do Brasil (Brochura). 9 (4). 360 páginas. ISSN 9788510045803 Verifique |issn= (ajuda)