Manitas de Plata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Manitas de Plata
Manitas de Plata em 1968
Informação geral
Nome completo Ricardo Baliardo
Nascimento 7 de agosto de 1921
Local de nascimento Sète, na França
Morte 5 de novembro de 2014 (93 anos)
Local de morte Montpellier, na França
Gênero(s) Flamenco
Instrumento(s) guitarra flamenca
Gravadora(s) Connoisseur Society
Página oficial manitasdeplata.fr

Manitas de Plata, registrado como Ricardo Baliardo[1] (Sète, 7 de agosto de 1921 — Montpellier, 5 de novembro de 2014), foi um cigano francês e guitarrista flamenco.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em uma caravana cigana no sul da França. Tornou-se famoso por tocar anualmente em Saintes-Maries-de-la-Mer, local de peregrinação cigana na Camarga, onde foi gravado ao vivo por Deben Bhattacharya.[1]

Manitas de Plata só concordou em tocar em público 10 anos após a morte de Django Reinhardt (1910-1953), que era, por unanimidade, considerado o rei dos guitarristas ciganos da época. Uma das gravações de Manitas valeu-lhe uma carta escrita por Jean Cocteau, aclamando-o como compositor.[3]

Após ouvi-lo tocar em Arles em 1964, Pablo Picasso exclamou: "Este homem é de maior valor do que eu!" e começou a desenhar na guitarra.[3]

Manitas de Plata se tornou realmente famoso apenas depois de uma exposição de fotografia em Nova York, organizada pelo seu amigo Lucien Clergue. Ele gravou o primeiro álbum oficial na capela de Arles, na França, para o selo Connoisseur Society; tratava-se de um LP duplo, popular, que chamou a atenção do público americano. Um empresário americano conseguiu que ele fizesse um concerto no Carnegie Hall, em Nova York, em dezembro de 1965.[3]

Em Nova York, Manitas de Plata, que era analfabeto, representou a Europa na festa anual das Nações Unidas.

Desde 1967, Manitas de Plata percorreu o mundo inteiro e gravou vários discos. Tocou com Paco de Lucia e para a dançarina Nina Corti. [3] Em 1968, ele tocou no Royal Variety Performance em Londres.

Álbuns[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Manitas de Plata
  • Juerga! (1963)
  • Flamenco Guitar (1965)
  • Flamenco Guitar
  • Manitas de Plata - The world's greatest living flamenco artist (1966, Phillips, BL 7787)
  • Manitas de Plata et les siens (1967, Columbia Records, FL 363)
  • The Art of the Guitar (1968, Everest Records, SDBR 3201)
  • La guitare d'or de Manitas (1970, Columbia Records, S 63915)
  • Et Ses Guitares Gitanes (1972, CBS, S65020)
  • Excitement of Manitas De Plata (1973, RCA Camden, CDS 1139)
  • Hommages (1973, Embassy Records, S EMB 31003)
  • Feria Gitane (1994)
  • Olé (1994)
  • Manitas de Plata at Carnegie Hall (1995)
  • Flaming Flamenco (1997)
  • Manitas de Plata (1998)
  • Camargue de Manitas (1999)
  • Guitare D'Or Manitas de Plata (1999)
  • Flores de mi corazon (1999, Troubadour Records)
  • Guitarra Flamenco (2001)
  • Manitas de Plata et los Plateros (2004)

Nota: Juerga! foi gravado em Arles, na França, em outubro de 1963, com Jose Reyes, Manero Ballardo e os ciganos de Saintes Maries de la Mer. Produtor: E. Alan Silver; engenheiro de som: David B. Jones. Gravadora: Connoisseur Society.

Referências

  1. a b [1] Live 1997
  2. «Mort du guitariste de flamenco Manitas de Plata» (em francês). Le Monde. 5 de novembro de 2014 
  3. a b c d de Manitas de Plata Biografia.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]