Manolis Glezos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Manolis Glezos discursa em 2007 num comício do Syriza.

Manolis Glezos, em grego: Μανώλης Γλέζος, (Naxos, 9 de setembro de 1922) é um escritor e político grego.

É considerado um herói nacional por sua participação na resistência grega à ocupação nazis durante a Segunda Guerra Mundial.[1][2][3] Numa madrugada de maio de 1941, Glezos subiu na Acrópole de Atenas, ocupada por tropas alemãs, arriou a bandeira nazi e içou a grega.[1][2][3]

Ele também foi uma das mais ativas figuras públicas contra a Ditadura dos coronéis (1967 a 1974).[1][2][3]

Ao todo, passou mais de 11 anos na prisão e mais quatro no exílio.[3]

Em 2014, ele foi eleito eurodeputado com a maior votação na Grécia.[2]

Referências

  1. a b c Eduardo Febbro (21 de junho de 2012). «"Não nos venceram na Segunda Guerra e também não nos derrotarão agora"». Carta Maior. Consultado em 25 de fevereiro de 2015 
  2. a b c d Agências Internacionais (28 de maio de 2014). «Aos 91 anos, esquerdista grego chega ao Parlamento Europeu na contramão de radicais de direita». O Globo. Consultado em 25 de fevereiro de 2015 
  3. a b c d António Galvão (2 de fevereiro de 2015). «Manolis Glezos, o decano dos deputados europeus». O Público. Consultado em 25 de fevereiro de 2015