Manolo Blahnik

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Manolo Blahnik
Nascimento 27 de novembro de 1942 (75 anos)
Santa Cruz de la Palma
Cidadania Espanha
Alma mater École nationale supérieure des Beaux-Arts, Universidade de Genebra, École du Louvre
Ocupação designer de moda
Prêmios Comandante da Ordem do Império Britânico
Página oficial
http://www.manoloblahnik.com/
Apresentação de um sapato de Manolo Blahnik

Manolo Blahnik (Santa Cruz de La Palma, 27 de Novembro de 1942) é um estilista espanhol e dono de uma das mais proeminentes marcas de sapatos femininos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em 1943 nas Ilhas Canárias, de mãe espanhola e pai tcheco, Manolo Blahnik foi criado em uma plantação de bananas. Estudou literatura e arquitetura na Universidade de Genebra na Suíca, mas abandonou os estudos em 1968 quando se mudou para Paris. Dois anos depois, foi para Londres onde trabalhou como fotógrafo para o jornal local Sunday Times e imediatamente mergulhou no mundo da moda. Durante visita à Nova York em 1971, conheceu a editora chefe da revista Vogue americana, Diana Vreeland. Ela sugeriu que Manolo se concentrasse na criação de sapatos tão interessantes quanto os que ele vestia no encontro. Manolo, então, a obedeceu.

Na sua trajetória de sucesso, iniciada nos anos 70, Manolo Blahnik desenhou inúmeros modelos para estilistas consagrados como Yves Saint Laurent, Christian Dior, Calvin Klein e John Galliano. Em 1973, ele abriu a Zapata, sua boutique na Rua Old Church, em Londres, que logo passou a ter clientes fiéis desde celebridades do cinema e televisão à realeza. A estrela da música pop, Madonna, declarou que os sapatos de Manolo são “melhores que sexo” mas com a diferença de que “duram mais”. Não podemos deixar de citar a adoração que a atriz Sarah Jessica Parker faz questão de explicitar no seriado Sex and the City.

O segredo do sucesso, segundo Blahnik, é participar de todas as fases da elaboração do produto. Desde os primeiros croquis até a criação das campanhas publicitárias em que geralmente usa seus próprios desenhos. Apesar do sucesso que faz, Manolo possui apenas duas lojas: uma em Londres e outra em Nova York.

Distinções[editar | editar código-fonte]

Manolo foi nomeado Designer de Acessórios do Ano pelo Conselho Britânico de Moda em 1990 e 1999. Além disso, recebeu o título honorário de doutor pelo Royal College of Art e Royal Society of Arts da Inglaterra. Recebeu o Doutoramento Honoris Causa pela Universidade de La Laguna em 2016.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]