Manspreading

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Exemplo de manspreading no Metrô de Estocolmo.

Manspreading, ou man-sitting, é a prática de homens sentarem-se no transporte público com as pernas abertas, e portanto ocupando mais que um assento.[1][2] Tanto esta postura quanto o uso do termo 'manspreading' causaram críticas na internet, e debates nos EUA, Reino Unido, Turquia e Canadá.[3][4] O termo apareceu em debate público pela primeira vez quando, em 2013, foi iniciada uma campanha feminista anti-menspreading no site de mídia social Tumblr. O Oxford English Dictionary adicionou o termo em agosto de 2015.[5][6]

Debate[editar | editar código-fonte]

A crítica e as campanhas contra o manspreading têm sido contra-criticadas por não abordar comportamento similar de mulheres, como tomar assentos adicionais com bolsas, ou "she-bagging". A controvérsia acerca do manspreading têm sido descrita pela feminista libertária Cathy Young como "pseudo feminismo -- preocupado com mal-comportamento masculino, não importando quão trivial".[2] Campanhas no Twitter com a hashtag #manspreading também têm sido acompanhadas por hashtags como #shebagging.[7] A prática de postar online fotos de manspreading realizado em metrôs, ônibus, e outras forma de transporte, têm sido descrita como uma forma de humilhação pública.[8]

A Canadian Association for Equality (CAFE), um grupo pelos direitos dos homens, tem sido crítica de campanhas contra manspreading por autoridades de trânsito. A CAFE argumentou que é "fisicamente doloroso para os homens fecharem suas pernas" e que campanhas contra manspreading é comparavel a "[forçar] mulheres a parar de amamentar em ônibus e trens".[9]

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • Mansplaining

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Fitzsimmons, Emma G. (20 de dezembro de 2014). «A Scourge Is Spreading. M.T.A.'s Cure? Dude, Close Your Legs.». The New York Times 
  2. a b Cathy Young, "'Manspreading'?
  3. Radhika Sanghani, "'Ban manspreading': Londoners want men to sit with their legs together on the Tube", The Telegraph, 23 Dec 2014.
  4. Johnson, Eric M. (16 de janeiro de 2015). «One body, one seat: Seattle's campaign against the 'manspreading' scourge». Reuters 
  5. «Manspreading, hangry, Grexit join Oxford online dictionary». Reuters. 27 de agosto de 2015 
  6. «New words in oxforddictionaries». Consultado em 28 de agosto de 2015. 
  7. Crane, Emily (3 de junho de 2015). «Are you a man-spreader or a she-bagger? As the U.S. makes selfish behaviour on public transport a criminal offence - Australian commuters think it might be time to follow suit». Daily Mail - Australia. Consultado em 5 de dezembro de 2015. 
  8. Devon, Natasha (16 de janeiro de 2015). «The rise of stranger shaming: How humiliating others became acceptable». The Independent 
  9. Otis, Daniel (28 de dezembro de 2014). «Man-spreading, a transit controversy with legs». The Toronto Star. Consultado em 8 de dezembro de 2015.