Manuel Bonilla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Manuel Bonilla
29.º Presidente de Honduras
Período fevereiro de 1903
a março de 1907
Vice-presidente Miguel Rafael Dávila Cuéllar
Antecessor Juan Ángel Arias Boquín
Sucessor Miguel Oquelí Bustillo
31º Presidente de Honduras
Período 1 de fevereiro de 1912
a 21 de março de 1913
Vice-presidente Francisco Bertrand Barahona
Antecessor Francisco Bertrand Barahona
Sucessor Francisco Bertrand Barahona
Dados pessoais
Nascimento 7 de junho de 1849
Bandera de Honduras Juticalpa, Olancho
Morte 21 de março de 1913 (63 anos)
Tegucigalpa Bandeira de Honduras
Cônjuge Josefa Matute
Partido Partido Nacional de Honduras
Religião Católico
Profissão General

O General Manuel Bonilla Chirinos (7 de junho de 1849 - 21 de março de 1913) foi presidente de Honduras de 13 de abril de 1903 a 25 de fevereiro de 1907, e novamente de 1 de fevereiro de 1912 a 21 de março de 1913. [1] Anteriormente, atuou como vice-presidente de Honduras entre 1895-1899.

Nasceu em Juticalpa, Olancho, em Honduras. Começou como um liberal, e depois se tornou um conservador, sendo considerado o fundador das ideias que levaram à criação do Partido Nacional de Honduras. Como presidente, deu generosas concessões às empresas de bananeiras no litoral norte, nomeadamente a Cuyamel Fruit Compan de Sam Zemurray.


Referências

Cargos políticos
Precedido por
Juan Ángel Arias
Presidente de Honduras
1903–1907
Coat of arms of Honduras.svg
Sucedido por
Miguel Oquelí
(Presidente da Junta de Governo Provisório)
Precedido por
Francisco Bertrand
Presidente de Honduras
1912–1913
Coat of arms of Honduras.svg
Sucedido por
Francisco Bertrand