Manuel Cerveira Pereira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Monumento a Manuel Cerveira Pereira na cidade de Benguela, Angola

Manuel Cerveira Pereira (Ponte da Barca, Ponte da Barca - ?) foi um administrador colonial português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Exerceu o cargo de Capitão-General na Capitania-Geral do Reino de Angola, por duas vezes, a primeira entre 1603 e 1606, tendo sido antecedido por João Rodrigues Coutinho e sucedido por Manuel Pereira Forjaz, o segundo mandato foi entre 1615 e 1617 tendo sido antecedido por Bento Banha Cardoso e sucedido por Luís Mendes de Vasconcelos. [1][2][3]

Manuel Cerveira Pereira fundou o Forte de São Filipe de Benguela, em 1617. Junto à fortificação, firmou-se um núcleo de povoação que, mais tarde, se tornaria a capital do novo domínio português ao sul de Angola, o Reino de Benguela, que foi administrado autonomamente de 1617 até 1869.

Foi impressa uma nota de 50 angolares de Angola, bem como selos, com a sua imagem.

Tem uma Rua com o seu nome em Ponte da Barca, Ponte da Barca, e uma Praceta e uma Praça com o seu nome, respectivamente no Alto do Pina e no Beato, em Lisboa.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Rulers.org - Angola
  2. worldstatesmen.org - Angola
  3. African States and Rulers, John Stewart, McFarland
Precedido por
João Rodrigues Coutinho
Governador e Capitão-General de Angola
16031606
Sucedido por
Manuel Pereira Forjaz
Precedido por
Bento Banha Cardoso
Governador e Capitão-General de Angola
16151617
Sucedido por
Luís Mendes de Vasconcelos