Manuel Domingos Vicente

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Carreira[editar | editar código-fonte]

De 1981 a 1987 chefiou a divisão de engenharia da Sonefe - Sociedade Nacional de Estudos e Financiamento, tendo de 1987 a 1991 dirigido um departamento técnico do Ministério da Energia e Petróleos. Em 1991, Manuel Vicente foi nomeado director Adjunto da Sonangol-UEE, cargo que exerceu até 1998. Em 1999 foi nomeado em Decreto nº 20/99 do Conselho de Ministros, Presidente do Conselho de Administração da Sonangol-EP, cargo que exerceu até 2012.[1]

Durante o seu mandato na petrolífera angolana, foi em simultâneo, consultor do GAMEK - Gabinete de Aproveitamento do Médio Kwanza (do sector eléctrico), vice-presidente da Fundação Eduardo dos Santos e presidente da empresa de telefonia Unitel. A 30 de Janeiro de 2012, em Decreto Presidencial, foi nomeado Ministro de Estado para a Coordenação Económica.[2] Concorreu às eleições gerais como número dois da lista do MPLA, o partido de José Eduardo dos Santos, tendo tomado posse como Vice-Presidente a 26 de setembro de 2012.

Em Agosto de 2014 Manuel Vicente participou, em representação do chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, na Cimeira EUA/África (United States–Africa Leaders Summit)[3] , uma iniciativa do Presidente norte-americano, Barack Obama, que decorreu em Washington D.C. sob o lema "Investir no futuro de África".

Manuel Vicente esteve presente na 69.ª Assembleia-Geral das Nações Unidas, que se realizou em Setembro de 2014 em Nova Iorque. O vice-presidente angolano defendeu a reforma do Conselho de Segurança da ONU, o qual, de acordo com o mesmo, deve “estar mais em linha com o contexto internacional e reflectir uma representação geográfica igualitária através do aumento do número de membros permanentes”, nomeadamente com a inclusão de um país africano. Durante a sua intervenção, o vice-presidente angolano abordou ainda temas como o ressurgimento dos conflitos armados e o fundamentalismo religioso em alguns países africanos, bem como a importância do desarmamento e do combate ao tráfico de droga e seres humanos e ao crime organizado transnacional. [4]

Em Novembro de 2014, Manuel Vicente foi distinguido com o troféu comemorativo dos “Prémios Sirius”, pela multinacional Deloitte.[5]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Biografia do vice-presidente da República de Angola, Angop, publicado a 26 setembro 2012
  2. Angola: Manuel Vicente sai da Sonangol e é nomeado ministro Expresso, consultado a 08 agosto 2014
  3. Wikipedia - United States–Africa Leaders Summit
  4. Observador (29 de setembro 2014). Angola quer África em permanência no Conselho de Segurança. Visitado em 02 de outubro 2014.
  5. Vice-Presidente da República distinguido com "Prémios Sirius" Agência Angola Press, 28 de Novembro de 2014

Ligações externas[editar | editar código-fonte]