Manuel Freire de Andrade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Manuel Freire de Andrade
Nome completo Manuel Alberto Freire de Andrade y Armijo
Dados pessoais
Nascimento 4 de novembro de 1767 Carmona
Morte 7 de março de 1835 (67 anos) Madri
Esposa Beatriz Abbad y Alfaro
Vida militar
Força Escudo del Ejército de Tierra.svg Exército da Espanha
Anos de serviço 1780-1835
Hierarquia Tenente-general
Batalhas Batalha de San Marcial
Batalha do Bidasoa
Batalha de Nivelle
Batalha de Toulouse
Honrarias Laureada Cruz de São Fernando

Manuel Alberto Freire de Andrade y Armijo, 1.º Marquês de San Marcial (4 de novembro de 1767 - 7 de março de 1835) foi um militar, general espanhol da arma de cavalaria, que se distinguiu durante a Guerra de Independência Espanhola.

Trajetória[editar | editar código-fonte]

Depois de combater contra os franceses em Murcia, Granada e Valência (1810-1812), sucedeu ao general Girón no comando do IV Exército espanhol ou Exército da Galiza[1]. Comandando esse corpo, Freire triunfou sobre o Marechal Soult na San Marcial no ano 1813, o que lhe valeu ser condecorado com a Laureada Cruz de São Fernando. Posteriormente participou na batalha de Toulouse em 1814, onde a sua divisão se bateu contra os baluartes franceses da cidade[2].

Partidário do absolutismo monárquico, Freire foi encarregado de cortar o levantamento de Riego em 1820, tornando-se tristemente famoso pela repressão que ordenou na cidade de Cádiz.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Foi filho de Francisco Freire de Andrade, militar galego.

Referências

  1. Gates, p. 474
  2. Longford, p. 420

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Gates, David. The Spanish Ulcer: A History of the Peninsular War. Da Capo Press 2001. ISBN 0-306-81083-2
  • Longford, Elizabeth. Wellington: The Years of The Sword. New York: Harper and Row Publishers, 1969.
  • Muñoz Maldonado, José. Historia política y militar de la Guerra de la Independencia de España contra Napoleon Bonaparte desde 1808 á 1814. Tomo III / escrita sobre los documentos auténticos del gobierno por el Dr. D. José Muñoz Maldonado. Madrid: Imprenta de D. José Palacios, 1833.