Manuel Gomes de Araújo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicione esta.
Manuel Gomes de Araújo.

Manuel Gomes de Araújo ComCOAComAGOAGCA (Barcelos, Fonte Coberta, 18971982) foi um General português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Em termos de formação, licenciou-se em Engenharia com especialização em Eletrotecnia na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto. Na esfera militar completou os Cursos da Escola do Exército e do Estado-Maior do Instituto de Altos Estudos Militares, em 1930, e o Curso do Estado-Maior da Escola Superior de Guerra de Paris. Foi Professor da Escola Central de Oficiais, Professor do Instituto de Altos Estudos Militares desde 1934 e seu Diretor desde 1958.[1]

Oficial do Exército, foi Tenente-Coronel em 1942 e Coronel do Estado-Maior do Exército em 1945, foi Diretor do Curso do Estado-Maior em 1950 e promovido a General do Exército Português da Arma de Infantaria em 1951.[1]

Subsecretário de Estado da Guerra de 1942 a 1947, foi Procurador à Câmara Corporativa durante a III Legislatura por designação do Conselho Corporativo durante a III Legislatura, entre 1942 e 1945, na qual fez parte da 25.ª Secção - Defesa Nacional, tendo subscrito ou relatado um total de três pareceres: 13/III - Permissão aos alunos de Arquitectura das Escolas de Belas-Artes de frequentarem o curso de oficiais milicianos como Relator, 15/III - Permissão aos alunos de Arquitectura das Escolas de Belas-Artes de frequentarem o curso de oficiais milicianos como Relator e 16/III - Permissão aos alunos de Arquitectura das Escolas de Belas-Artes de frequentarem o curso de oficiais milicianos como Relator. Foi, ainda, Ministro das Comunicações (1947-1958) durante o Estado Novo.[1]

A 13 de Abril de 1961 foi nomeado 5.º Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas de Portugal por Salazar quando ele próprio ocupou a pasta da Defesa. Sucederia a Salazar nessa mesma pasta a 3 de Dezembro de 1962, mantendo-se como Ministro da Defesa até Setembro de 1968.[1]

Condecorações[2][editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Castilho, J. M. Tavares (2010). «Biografia de Manuel Gomes de Araújo.» (PDF). Procuradores da Câmara Corporativa (1935-1974). Assembleia da República Portuguesa. Consultado em 30 de dezembro de 2012 
  2. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Manuel Gomes de Araújo". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 27 de fevereiro de 2015 
Precedido por
António de Oliveira Salazar
Ministro da Defesa
Dezembro de 1962 — Setembro de 1968
Sucedido por
Horácio de Sá Viana Rebelo
Precedido por
José António da Rocha Beleza Ferraz
Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas
13 de Abril de 1961 – 3 de Dezembro de 1962
Sucedido por
Venâncio Augusto Deslandes
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.