Manuel Lopes de Almeida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2012). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Manuel Lopes de Almeida.

Manuel Lopes de Almeida ComCGOCGOSEGCIH (Benavente, Benavente, 16 de Agosto de 1900Coimbra, 15 de Dezembro de 1980) foi um político e professor universitário português.

Carreira académica[editar | editar código-fonte]

Filho de Joaquim Cândido de Almeida e de sua mulher Maria Justina de Almeida.

Licenciou-se em Ciências Históricas e Geográficas na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra em 1929. Entre 1927 e 1929 foi leitor de Português em Hamburgo e em 1930 entra para o corpo docente da Universidade de Coimbra como professor auxiliar. Foi redactor da revista Biblos.

Doutorou-se em Ciências Históricas na universidade conimbricense 1940 e a partir de 1945 foi director da Biblioteca Geral da Universidade cargo que exerceu até à jubilação em 1970.

Foi membro da Comissão Nacional do V Centenário da Morte do Infante D. Henrique, colaborando com o padre António Joaquim Dias Dinis e com Idalino Ferreira da Costa Brochado na elaboração da Monumenta Henricina.

Carreira política[editar | editar código-fonte]

A sua vida política desenvolve-se durante o Estado Novo.

Em 1934 torna-se chefe de gabinete do Ministro da Educação.

Em 1937 é eleito para a Assembleia Nacional onde é primeiro secretário.

Em Junho de 1940 foi nomeado Director-Geral interino do Ensino Superior e Belas Artes e em Agosto Secretário de Estado da Educação Nacional cargo em que se manteve até Fevereiro de 1945.

Entre 4 de Maio de 1961 e 4 de Dezembro de 1962 foi ministro da Educação Nacional.

Condecorações[1][2][editar | editar código-fonte]

Agremiações a que pertenceu[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Manuel Lopes de Almeida". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 9 de setembro de 2015 
  2. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Estrangeiras». Resultado da busca de "Manuel Lopes de Almeida". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 9 de setembro de 2015 

Fontes[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Possidónio Mateus Laranjo Coelho
Presidente da Academia Portuguesa da História
1966 - 1972
Sucedido por
António da Silva Rego
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.