Manuel Roque Gameiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Manuel Roque Gameiro (Lisboa, 1892 - Lisboa, 25 de Setembro de 1944) foi um pintor português.

Filho de Alfredo Roque Gameiro, distinguiu-se na pintura de aguarelas, que frequentemente assinava com o pseudónimo Manuel Migança, nome pelo qual era conhecido o seu avô paterno[1] . Foi distinguido pela Sociedade Nacional de Belas Artes com uma medalha de 2ª classe, tendo o seu trabalho sido incluído em várias exposições[2]. Influenciado pelo modernismo, chegou a participar nos salões dos independentes[1]. Colaborou como caricaturista nos jornais O Xulão, A Capital, O Século, O Riso, O Domingo Ilustrado[3] (1925-1927), Noticias Ilustrado e outros[4].

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. a b | Muñoz, Antonio Trinidad; Historia de la pintura portuguesa, 1800-1940; pag. 79-80
  2. Fernando de Pamplona: DICIONÁRIO DE PINTORES E ESCULTORES Portugueses ou que trabalharam em Portugal, Vol. IV 2ª Edição (actualizada) - Livraria Civilização Editora
  3. Rita Correia (10 de Novembro de 2007). «Ficha histórica: O Domingo Ilustrado (1925-1927)» (pdf). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 03 de Outubro de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. [1]
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.