Manuel de Assis Mascarenhas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Manuel de Assis Mascarenhas
Nascimento 28 de agosto de 1805
Morte 30 de janeiro de 1867 (61 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação magistrado, político

Manuel de Assis Mascarenhas (Goiás Velho, 28 de agosto de 180530 de janeiro de 1867) foi um magistrado, diplomata e político brasileiro.

O Correio Paulistano de 5 de fevereiro de 1867 publicou o seguinte anunciando seu falecimento:

Nascido na capital da provincia de Goyaz a 28 de Agosto de 1805, D. Manuel formou-se em direito na universidade de Coimbra, e pouco depois foi nomeado adido a legação brasileira em Berlim, e mais tarde secretário da de Vienna, onde também serviu interinamente como encarregado de negócios. Trocando a diplomacia pela magistratura, foi juiz de direito de Vassouras, servindo depois uma vara cível da corte até que foi nomeado desembargador. Como homem politico o snr. D. Manoel representou na camara temporaria primeiramente a provincia do Rio Grande do Norte, depois a de Goyaz e finalmente a do Rio de Janeiro, sendo a 12 de Junho de 1850 escolhido senador pelo Rio Grande do Norte. Em 1845 a 1848 foi na camara dos deputados um dos luzeiros da opposicao, em cujas fileiras militou quase sem tréguas durante toda a sua vida parlamentar. O finado era commendador da ordem de Christo, official da Rosa e gentil-homem da imperial camara, e como magistrado gosou sempre dos foros de inlegerismo e incorruptível, deixando um nome honrado e uma memória respeitada por amigos e adversarios. Sepulta-se hoje as 10 horas no cemiterio da ordem terceira de S. Francisco de Paula.[1]

Foi deputado geral e senador do Império do Brasil de 1850 a 1867.

Foi presidente das províncias do Rio Grande do Norte e do Espírito Santo.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Presidente da província do Rio Grande do Norte
1839
Sucedido por
Precedido por
Venceslau de Oliveira Belo
Presidente da província do Espírito Santo
1843 — 1844
Sucedido por
Joaquim Marcelino da Silva Lima