Manuscrito (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Manuscrito
Álbum de estúdio de Sandy
Lançamento Brasil 7 de maio de 2010
Portugal 20 de setembro de 2010[1]
Gravação 2009—2010
Gênero(s)
Duração 44:06
Formato(s)
Gravadora(s) Universal Music
Produção
Arranjos
  • Sandy
  • Lucas Lima
  • Junior Lima
Certificação Platina - PMB[6]
Cronologia de Sandy
Manuscrito Ao Vivo
(2011)
Singles de Manuscrito
  1. "Pés Cansados"
    Lançamento: 31 de março de 2010
  2. "Quem Eu Sou"
    Lançamento: 20 de novembro de 2010

Manuscrito é o álbum de estreia solo da cantora e compositora brasileira Sandy, lançado no dia 7 de maio de 2010 através da gravadora Universal Music.[7] No dia 20 de setembro do mesmo ano, foi lançado em Portugal. O álbum é composto por 13 faixas autorais,[8] compostas por Sandy em parceria com os músicos Lucas Lima e Junior Lima, além da participação da artista britânica Nerina Pallot na balada "Dias Iguais". As canções "Pés Cansados" e "Quem Eu Sou" foram lançadas como singles para promover o álbum, que foi certificado com disco de platina pelas mais de 80 mil cópias vendidas no Brasil.[6] Manuscrito foi bem recebido pela crítica. Na versão especial do disco (CD+DVD), foi incluído o documentário Tempo, que mostra o processo de concepção do álbum.

Musicalmente, Manuscrito foi descrito como um disco acústico, com referências do folk norte-americano e pop britânico. Alguns críticos de música ainda classificaram o disco como pop rock, soft rock, indie pop e MPB.[5]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Sandy iniciou sua carreira musical como integrante da dupla Sandy & Junior no começo dos anos 90. Ao lado do irmão Junior Lima, Sandy lançou 12 álbuns de estúdio e quatro álbuns ao vivo, vendendo mais de 20 milhões de cópias.[9] Em abril de 2007, alegando que gostariam de se "expressar mais enquanto pessoa única, como artistas individuais" (apesar de Junior nunca ter se lançado como artista solo), os irmãos anunciaram o fim das atividades em conjunto e lançaram em agosto do mesmo ano o CD e DVD Acústico MTV. Este trabalho deu origem à turnê Acústico, encerrada no dia 18 de dezembro de 2007; quando ocorreu a última apresentação dos irmãos como dupla.[10] Nos dois anos seguintes à separação (2008-09), Sandy se dedicou principalmente à composição e produção das faixas que integrariam seu primeiro disco solo, além de se casar com o músico Lucas Lima e se formar no curso de Letras pela PUC Campinas. Sandy comentou a nova fase em sua vida e carreira dizendo: "Agora, sou só eu. É hora de fazer o que me der vontade."[11]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Sobre o processo de concepção do álbum, Sandy comentou:[12]

"É muito bom ter total liberdade de criação. Gravei o repertório que eu queria, do jeito que queria, com os músicos que escolhi; fazendo muitos ensaios, sem me preocupar com prazos. É o sonho de qualquer artista. Foi muito bom não ter hora para acabar, poder trabalhar sem pressão, e saber direito o que cada música necessitava. Ter tempo é algo impagável. Este é o projeto em que mais me permiti exprimir meus sentimentos. As composições de Manuscrito não são necessariamente autobiográficas, mas falam muito de mim. No projeto há muitas coisas implícitas, subentendidas, mas que revelam até um limite que controlo."[13]

"Discuti muito na minha análise qual seria o caminho mais verdadeiro pra mim", diz Sandy sobre seu primeiro álbum solo. Depois de muito pensar, ela diz, juntou a banda na fazenda da família e lá o disco foi nascendo.[14] Em entrevistas, Sandy disse que a sonoridade do álbum é influenciada pelo pop/rock britânico e pela música folk,[15] citando Damien Rice, Coldplay, KT Tunstall e Nerina Pallot como referências.[16] Sandy descreveu Manuscrito como um "disco pop".[17] Nele, foram utilizados instrumentos como o violino, violoncelo, acordeom, ukulele, banjo, bandolim e sintetizadores vintage.[18] A cantora optou pelo título Manuscrito ao concluir o projeto de composições próprias. Dentre as parcerias, a dos músicos Junior Lima, Lucas Lima e Nerina Pallot. O projeto foi produzido por Lucas Lima e Junior Lima e gravado entre estúdios de Campinas, Londres e São Paulo.[19] Sandy afirmou que "O fato de o CD ter ficado autoral foi uma consequência e não uma escolha. Aconteceu naturalmente no processo de concepção do projeto e escolha das músicas."[20]

Ivan Claudio, da IstoÉ, disse que as 13 canções do álbum "ilustram uma espécie de filme triste" e descreveu sua sonoridade como um "pop mais voltado para o folk", comparando a estreia solo de Sandy ao estilo de cantoras como Mallu Magalhães e Tiê.[21] o Correio 24 Horas descreveu Manuscrito como um álbum "competente, sincero e com arranjos influenciados pelo folk, o que lhe coloca em sintonia com uma parte interessante da produção pop internacional atual", acrescentando também que sua sonoridade é "sofisticada" e apresenta "baladas e rocks mais suaves."[4]

Sandy escolheu o fotógrafo Paschoal Rodriguez para clicar o ensaio do encarte do álbum. Para a sessão de fotos, o make up ficou a cargo de Henrique Mello e a produção de moda com Picida Gonçalves. O projeto gráfico esteve nas mãos de Samuel Leite, também responsável pela direção de arte do site oficial da cantora e de todas as redes sociais oficiais do projeto na internet. O álbum chegou ao mercado em duas versões: simples (CD) e deluxe (CD + DVD); esta última acompanhada do documentário de curta metragem Tempo, com direção do cineasta Fernando Grostein Andrade. O filme, de cerca de vinte e cinco minutos, revela a concepção da carreira solo da cantora e momentos intimistas do processo criativo. Algumas semanas antes de lançar o disco, teasers de cerca de trinta segundos foram extraídos deste documentário e exibidos no site oficial da cantora.

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Jazz Man [22] Favorável
Território da Música[18] 4 de 5 estrelas.
Notas Musicais[23] 2.5 de 5 estrelas.
MTV[24] Favorável
Correio 24 Horas[4] Favorável

Manuscrito recebeu críticas geralmente positivas. Natália Arduíno, do site Jazz Man, elogiou o álbum e destacou o progresso artístico de Sandy: "O que se pode ver é um amadurecimento da artista. Os arranjos são muito bem feitos, as letras também perderam um pouco da carga pop, estão mais melodiosas e poéticas. Eu preciso confessar que não esperava me surpreender com esse trabalho. Achava que ela seguiria a fórmula segura que fez dela e do irmão os maiores artistas do pop brasileiro. Mas não seguiu." Ela também apontou as canções "Ela/Ele", "Dedilhada", "Sem Jeito", "Duras Pedras" e "Dias Iguais" como as melhores do álbum.[22]

Lizandra Pronin, do Território da Música, deu 4 de 5 estrelas para o disco e escreveu: "O álbum solo de Sandy não tem música para fazer sucesso instantâneo. Até porque isso ela já conquistou. Manuscrito encontrará seu público que certamente seguirá fiel a bela e jovem cantora."[18]

Mauro Ferreira, escrevendo para o Notas Musicais, fez uma crítica mista. Ele acredita que "O que impede Sandy de alçar voo maior é uma (provável) falta de disposição para buscar no mundo outras parcerias e vivências que expandissem os limites de seu mundo musical": "[...] é como se ela tivesse escrito em Manuscrito um diário de princesa, com lampejos de questionamentos mais adultos, mas (ainda) sem a densidade que seria esperada de um disco de tom confessional." Mauro termina dizendo que "Manuscrito deixa a (boa) impressão de que Sandy não procurou impressionar [...] Nesse sentido, o disco soa bastante digno, honesto e verdadeiro."[23]

Flávio Saturnino, da MTV, considerou Manuscrito a "Melhor produção de um disco nacional feminino do ano".[24] O Correio 24 Horas escreveu: "Manuscrito é um álbum competente, sincero e com arranjos influenciados pelo folk, o que lhe coloca em sintonia com uma parte interessante da produção pop internacional atual."[4]

Desempenho comercial[editar | editar código-fonte]

Sandy recebendo o disco de platina durante show no Rio de Janeiro.

Dez dias após o lançamento, Manuscrito foi certificado pela Pro-Música Brasil (PMB) com disco de ouro, devido as mais de 40 mil cópias vendidas no Brasil.[6] O disco chegou à 4ª colocação na parada de álbuns da PMB.[25] No dia 12 de dezembro de 2010, Sandy recebeu o disco de platina pelas mais de 80 mil cópias vendidas do disco em um show da turnê Manuscrito no Rio de Janeiro.[26]

País Certificação Vendas
 Brasil - PMB Platina[6] 80.000+

Paradas semanais[editar | editar código-fonte]

Paradas (2010) Melhor posição
Top Álbuns (PMB)[27] 4

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Pés Cansados"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
3:41
2. "Quem Eu Sou"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
4:00
3. "Tempo"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
3:55
4. "Ela/Ele"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
3:36
5. "Dedilhada"  
  • Sandy Leah
  • Junior Lima
  • Lucas Lima
3:19
6. "Sem Jeito"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
2:59
7. "Duras Pedras"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
3:14
8. "O Que Faltou Ser"  
  • Sandy Leah
3:15
9. "Perdida e Salva"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
3:41
10. "Dias Iguais" (Part. de Nerina Pallot)
  • Sandy Leah
  • Nerina Pallot
3:45
11. "Mais Um Rosto"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
  • Junior Lima
4:05
12. "Tão Comum"  
  • Sandy Leah
  • Lucas Lima
  • Junior Lima
3:33
13. "Esconderijo"  
  • Sandy Leah
1:03
Duração total:
44:06

Divulgação[editar | editar código-fonte]

Programas de TV[editar | editar código-fonte]

Sandy durante um show da turnê Manuscrito em Curitiba (novembro de 2010).

Sandy realizou uma grande divulgação do álbum. Primeiro, fez entrevistas para televisão, exibidas na TV Cultura, no programa Metrópolis, e na Rede Record, no programa Hoje em Dia.[28] Já a primeira performance em um programa de TV ocorreu no Caldeirão do Huck, onde ela cantou o single "Pés Cansados" e a então inédita "Tempo".[29][30] Logo após, ela foi ao Altas Horas e cantou "Pés Cansados", "Tempo" e "Sem Jeito".[31] No dia 4 de junho de 2010, Sandy foi a atração principal do programa Acesso MTV, da MTV Brasil, onde ela cantou 7 músicas: "Pés Cansados", "Dedilhada" "Tempo" "Quem Eu Sou", "Ela/Ele", "Perdida e Salva" e "Sem Jeito".[32] No mesmo dia, ela esteve no Top 10 MTV para uma entrevista com a apresentadora Vanessa e viu o seu clipe de "Pés Cansados" alcançar o 1º lugar.[33] Sandy retornou a divulgação do álbum no dia 22 de agosto, onde ela cantou algumas músicas do álbum na TV Xuxa e no dia 26 de julho no programa da Hebe. Sandy também foi no Domingão do Faustão no dia dia 22 de setembro.[34] Sandy voltou a promover o álbum no dia 16 de abril de 2011, no programa Altas Horas, onde cantou o single "Quem eu Sou" e a faixa "Hoje eu Quero Sair Só" do cantor "Lenine".[35] Sandy também foi ao Programa do Jô no dia 3 de maio de 2011, onde além de cantar "Quem eu Sou", cantou trecho da música "Dias Iguais" e a canção de jazz "Summertime".[36][37]

Turnê[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Manuscrito (turnê)

Em 5 de outubro de 2010, foi anunciada a turnê Manuscrito; via Twitcam, a cantora anunciou para os seus fãs as primeiras datas de shows, que teve como palco de estreia o Teatro Positivo, em Curitiba, no dia 19 de novembro de 2010. Em seguida, a turnê seguiu pelas principais cidades e capitais do País, até ser encerrada com um show em São Paulo no dia 9 de dezembro de 2012. A turnê ainda deu origem ao primeiro álbum ao vivo da cantora, Manuscrito Ao Vivo (2011).

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

VMB (MTV Video Music Brasil)[editar | editar código-fonte]

Ano Recipiente Categoria Resultado
2010 Pés Cansados Melhor Clipe Pop Indicado
2010 Pés Cansados Hit do Ano Indicado

Prêmio Multishow de Música Brasileira[editar | editar código-fonte]

Ano Recipiente Categoria Resultado
2011 Manuscrito Melhor Álbum Indicado
2011 Quem Eu Sou Melhor Videoclipe Indicado

Créditos do álbum[editar | editar código-fonte]

  • Produtores musicais: Lucas Lima e Junior Lima
  • Coordenação musical: Sandy Leah
  • Arranjos: Sandy Leah, Lucas Lima e Junior
  • Arranjos de cordas: Lucas Lima
  • Direção artística: Daniel Silveira
  • Coordenação A&R: Miguel Afonso e Patrícia Aidas
  • Mixagem: Steve Power com assistência de Rohan Onraet, T.O.P. Studio (Londres/Inglaterra)
  • Masterização: Tony Cousins, Metropolis Studio (Londres/Inglaterra)
Gravação
  • Estúdios Mosh (SP) por Jason Tarver com assistência de André Vinícius de Falcão (Bam Bam), exceto cordas (faixas 4, 7 e 10) gravadas por André Vinícius de Falcão (Bam Bam) com assistência de Rui Galise
  • Estúdio Apollo 9 (SP) por Jason Tarver com assistênca de Marco Lafico
  • Estúdio MM (Campinas/SP) por André Mais
  • Estúdio Panda Sounds (Campinas/SP) - gravação de vozes (Sandy) por Jason Tarver com assistênca de Bendy Rodders e gravação de cordas (faixa 9) por Lucas Lima
  • LSL Studio (Londres/Inglaterra) por Andy Chatterley - voz e pianos de Nerina Pallot

Referências

  1. «Manuscrito, primeiro álbum solo de Sandy invade Portugal» 
  2. Sandy - Manuscrito AllMusic
  3. a b Diego Concesso. «Review: Sandy - Manuscrito» 
  4. a b c d Casada e feliz, Sandy estreia álbum solo com pop rock intimista Correio 24 Horas (2010)
  5. a b Sandy e seu Manuscrito Itororo.net
  6. a b c d «Álbuns certificados de Sandy». ABPD. Consultado em 22 de julho de 2015 
  7. «Manuscrito de Sandy no iTunes». Consultado em 28 de novembro de 2015 
  8. «Manuscrito de Sandy (Allmusic)». Consultado em 28 de novembro de 2015 
  9. Sandy completa 30 anos M de Mulher
  10. Há 8 anos atrás chegava ao fim a dupla Sandy e Jr PontoPop
  11. Sandy prepara primeiro álbum solo mais autoral e menos comercial Veja São Paulo
  12. Release do CD Manuscrito
  13. "Acho errado as pessoas rotularem" Época
  14. Sandy discutiu com terapeuta melhor caminho para novo disco O Dia
  15. Sandy - Manuscrito (Review) Território da Música
  16. «Estreia solo de Sandy apresenta repertório intimista e acústico». Correio Braziliense. 1 de maio de 2010. Consultado em 17 de dezembro de 2017 
  17. «"Eu quero o público que me quiser", diz Sandy em coletiva». Globo.com. Ego. 27 de abril de 2010. Consultado em 17 de dezembro de 2017 
  18. a b c Sandy - Manuscrito Território da Música
  19. Primeiro disco solo de Sandy chega ás lojas nesta sexta Kboing
  20. «Sandy: "Chorei tudo o que eu tinha que chorar antes; depois, não"». Globo.com. Extra. 1 de maio de 2010. Consultado em 17 de dezembro de 2017 
  21. Pobre menina rica IstoÉ
  22. a b Manuscrito: primeiro trabalho solo da Sandy JazzManBrasil.com
  23. a b Sandy escreve diário de princesa em Manuscrito Mauro Ferreira, Notas Musicais (2010)
  24. a b Exclusivo: Resenha e prévia de canções do álbum de estreia da Sandy, "Manuscrito" Flávio Saturnino (27 de abril de 2010) MTV. UOL HOST.
  25. «CD - TOP 20 Semanal» (asp). ABPD. Consultado em 27 de maio de 2010 
  26. Sandy recebe o primeiro disco de platina após iniciar carreira solo Globo.com Acessado em 13 de janeiro de 2011
  27. «Top 10 Brasil: Justin Bieber X Luan Santana X Sandy, os discos mais vendidos na semana». POPLine. UOL HOST. 4 de junho de 2010. Consultado em 28 de novembro de 2015. Cópia arquivada em 15 de julho de 2012 
  28. Entrevista com a cantora Sandy
  29. Sandy canta novo disco no Caldeirão do Huck R7
  30. Sandy lança álbum solo no palco do Caldeirão Globo
  31. Altas Horas
  32. Sandy no Acesso MTV MTV (UOL Host)
  33. Top 10 MTV
  34. Agenda de Divulgação de Sandy Sandyoficial.uol.com.br Acessado em 8 de julho de 2010
  35. Sandy canta sucesso de Lenine no Altas Horas
  36. "Não sou fã da música sertaneja", diz Sandy no "Programa do Jô"
  37. Sandy canta Summertime no Programa do Jo