Manuscrito Encontrado em Accra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Manuscrito encontrado em Accra
Autor(es) Paulo Coelho
Idioma Português
País Brasil Brasil
Assunto Literatura Nacional
Género Fantasia, Ficção
Editora Sextante
Lançamento 2012
ISBN 8575428225
Edição portuguesa
Editora Pergaminho
Lançamento 2013
Páginas 158
ISBN 978-989-687-109-3

Manuscrito Encontrado em Accra é um best-seller do escritor brasileiro Paulo Coelho. Publicado originalmente em 2012.[1]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Em 14 de julho de 1099. Enquanto Jerusalém se prepara para a invasão dos cruzados, um grego conhecido como Copta convoca uma reunião com os jovens e velhos, homens e mulheres da cidade. A multidão formada por cristãos, judeus e muçulmanos chega à praça achando que irá ouvir uma preleção sobre como se preparar para o combate, mas não é isso o que Copta tem a lhes dizer. Tudo indica que a derrota é iminente, mas o grego só quer instigar as pessoas a buscarem a sabedoria existente em sua vida cotidiana, forjada a partir dos desafios e dificuldades que têm de enfrentar. O verdadeiro conhecimento, acredita, está nos amores vividos, nas perdas sofridas, nos momentos de crise e de glória e na convivência diária com a inevitabilidade da morte.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.