Marégrafo de Cascais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marégrafo da foz do rio Tejo, em Cascais.
Marégrafo de Cascais.

O Marégrafo de Cascais, também conhecido como Marégrafo do Borel, localiza-se na Marina de Cascais, à entrada da baía, junto à Cidadela, em Portugal.

História[editar | editar código-fonte]

O sistema de medição do marégrafo foi construído em 1877 em Paris por J. Wagner e foi instalado em sua primitiva localização em 1882, tendo sido um dos primeiros sistemas de recolha de dados sobre o nível do mar instalados na Europa, existindo especificamente para este fim, a recolha de dados sobre as correntes e as marés. Funcionou experimentalmente durante cerca de um ano, sofrendo diversas remodelações para se adequar ao local em que foi instalado, tendo aí funcionado durante alguns anos.

Em 1895 foi movido para a sua atual localização, uma vez que no local de sua primitiva instalação os dados coletados não eram muito fiáveis, uma vez que estava razoavelmente longe do mar.

O marégrafo de Cascais foi o primeiro equipamento deste género instalado no país, tendo sido fundamental para a obtenção do Datum Altimétrico, que funciona como "Zero de Referência" altimétrico, sendo todos os dados altimétricos de Portugal medidos a partir dos desta medição, que foi feita entre 1882 e 1938.

Características[editar | editar código-fonte]

Este Marégrafo tem um sistema de medição analógico, funcionando com uma bóia que está colocada num poço em que entra água, ligado directamente ao mar. O movimento da bóia é transmitido por um sistema de cordas e roldanas que está conectado ao sistema de medição, mais precisamente a uma caneta que regista numa folha de papel quadriculada, cujas linhas verticais representam as 24 horas do dia e as linhas horizontais a altura do nível do mar em relação à marca no bordo do poço, em metros. Esta folha está colocada num tambor que gira periodicamente devido a um sistema de relógio com autonomia de 4 dias. O movimento deste tambor é cronometrado por um relógio acertado pelo Tempo Universal, coincidindo com a Hora Legal Portuguesa apenas durante o Horário de Inverno.

Os dados do marégrafo de Cascais são muito procurados por toda a comunidade cientifica, nacional e internacional, sendo enviados, por exemplo, para o Permanent Service For Mean Sea Level, já há mais de 120 anos. Estes dados são posteriormente disponibilizados numa Base de Dados de acesso mundial e utilizados nos mais variados programas científicos. Um dos dados mais importantes que foi recolhido por este Marégrafo, identifica o aumento do nível médio das águas do mar ao longo do século XX foi de 1,3 mm por ano.

Actualmente, o Marégrafo de Cascais é operado pelo Instituto Geográfico Português, estando todos os seus dados a ser digitalizados por este, para serem devidamente estudados.

Foi classificado como Imóvel de Interesse Público através do Decreto nº 67, de 31 de Dezembro de 1997. Está, hoje, inserido num programa de revitalização museológica, estando aberto a visitas guiadas para escolas, fruto de uma colaboração entre a Câmara Municipal de Cascais e o Instituto Geográfico Português.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Património de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.