Mar de lama

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Mar de lama é um termo largamente utilizado na política brasileira, sinônimo de corrupção, ou da existência de enormes redes de corrupção em um governo. Praticamente todos governos brasileiros, desde Getúlio, foram acusados por alguém de estarem "mergulhados em um mar de lama".

História[editar | editar código-fonte]

Acompanhar a história do "mar de lama" é acompanhar a história das relações entre governo, oposição e imprensa no Brasil.

O termo foi utilizado pela primeira vez (ou ao menos com muito destaque) por Carlos Lacerda, político da UDN e jornalista da Tribuna da Imprensa, em suas repetidas denúncias de corrupção no governo Getúlio Vargas.

Mar de lama na política atual[editar | editar código-fonte]

  • O termo "mar de lama" voltou a surgir na imprensa em referências ao corrente caso do mensalão, nome dado à série de escândalos envolvendo o PT e seus membros nos anos de 2005 e 2006, envolvendo arrecadação ilegal de recursos para campanha e compra de votos de parlamentares em troca de apoio ao governo Lula. Uma edição do programa Roda Viva chegou a apresentar uma maquete de um "mar de lama" no centro de seu cenário, ao invés de um entrevistado.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.