Mara Leão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mara Leão
Voleibol
Nome completo Mara Ferreira Leão
Modalidade Voleibol indoor
Nascimento 26 de julho de 1991 (27 anos)
Sabinópolis, MG
Nacionalidade brasileira
Compleição Peso: 77 kg Altura: 1,92 m
Clube Brasil Camponesa/Minas
Medalhas
Competidora do Bandeira do Brasil Brasil
Grand Prix
Ouro Nanquim 2017 Equipe
Bronze Omaha 2015 Equipe
Copa dos Campeões
Prata Japão 2017 Equipe
Montreux Volley Masters
Ouro Montreux 2017 Equipe
Campeonato Sul-Americano
Ouro Cáli 2017 Equipe
Campeonato Mundial Sub-20
Bronze Tijuana e Mexicali 2009 Equipe
Competidora do Camponesa/Minas
Campeonato Sul-Americano de Clubes
Ouro Belo Horizonte 2018 Equipe
Competidora do Rexona/RJ
Torneio Top Volley
Bronze Basileia 2011 Equipe
Campeonato Sul-Americano de Clubes
Ouro Lima 2013 Equipe
Prata Lima 2009 Equipe

Mara Ferreira Leão (Sabinópolis, 29 de abril de 1991) é voleibolista indoor brasileira, atuante na posição de Central que foi medalhista de bronze pela Seleção Brasileira no Campeonato Mundial Juvenil de 2009 no México.Alcançou o bronze também pela seleção principal no Grand Prix de 2015 nos Estados Unidos.Em clubes possui duas medalhas no Campeonato Sul-Americano de Clubes, nos anos de 2009 e 2013, prata e ouro,respectivamente e o bronze no Torneio Internacional Top volley de 2011 na Suíça.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Mara foi descoberta quanto tinha quatorze anos de idade, na época seus 1,82m chamaram a atenção de uma olheira do Mackenzie E.C., mas sua mãe, Leodita Ferreira, não viu importância na proposta e até a desmotivou, porém após insistência da filha agendou um teste neste clube e em janeiro de 2006 é selecionada e logo despertou interesse do tradicional Minas T.C. onde atuou em seguida[1].

Nas categorias de base do Fluminense F.C. sagrou-se tricampeã do Campeonato Carioca Juvenil nos anos 2007, 2008 e 2009[2][3].Foi convocada em 2009 para Seleção Mineira para disputar o Campeonato Brasileiros de Seleções Estaduais, primeira divisão, categoria juvenil, edição realizada em Maceió-AL e alcançou o vice-campeonato[4] e no mesmo ano foi premiada na categoria juvenil como um dos destaques da temporada pela Federação de Volley-Ball do Rio de Janeiro[5].No mesmo ano representou a Seleção Brasileira no Campeonato Mundial Juvenil , disputado nas cidades mexicanas de Tijuana e Mexicali, ocasião que vestia a camisa#3[6] e sagrou-se medalhista de bronze[2][7].

Como atleta da Unilever/RJ disputou o Campeonato Sul-Americano de Clubes de 2009 conquistando a medalha de prata[2][8] e neste mesmo ano obteve o título do Campeonato Carioca[9] e conquistou o vice-campeonato da correspondente Superliga Brasileira A[10][11].

Renovou com a Unilever/RJ para atuar na jornada 2010-11.Obteve o ouro no Campeonato Carioca de 2010[2][12] e conquistou seu primeiro título na correspondente Superliga Brasileira A[12][13][14]. No ano de 2011 conquista pela Unilever/RJ mais um título do Campeonato Carioca[2], além do bronze no Torneio Internacional Top volley 2011 na Suíça[15] e alcançou o vice-campeonato na Superliga Brasileira A 2011-12[16][17].

Em mais uma jornada pela Unilever/Sky/RJ obteve o tetracampeonato no Campeonato Carioca de 2012[18] e alcançou o bicampeonato na Superliga Brasileira A 2012-13[19] e conquistou seu primeiro ouro no Campeonato Sul-Americano de Clubes em 2013, realizado no Peru[20].

Em 2013 foi convocada para a Seleção Brasileira, com a criação da categoria Sub-23, foi convocada pelo técnico Cláudio Pinheiro para disputar o I Campeonato Mundial Sub-23, este realizado nas cidades mexicanas de Tijuana e Mexicali [21][22][23][24], vestindo a camisa#3[25] alcançou a sétima colocação[26], figurou nas estatísticas da edição na vigésima sexta posição entre as maiores pontuadoras[27], já entre as defensoras ocupou a centésima primeira posição[28] e sua grande atuação foi no fundamento de bloqueio, ocupando a primeira posição[29].

Transferiu-se para o São Cristóvão Saúde / São Caetano e disputou as competições da jornada 2013-14[30][31] e disputou a Superliga Brasileira A 2013-14, na qual encerrou na sétima posição[32].

Renovou com o São Cristóvão Saúde / São Caetano para temporada 2014-15[33] e por este clube foi vice-campeã paulista de 2014[34], mesma posição obtida na divisão especial dos Jogos Abertos do Interior de 2014 em Bauru[35]; além de encerrar na Superliga Brasileira A 2014-15 na oitava colocação[36], finalizou nas estatísticas da Superliga Brasileira A no quinto lugar entre as melhores bloqueadoras[37][38].

Ainda pelo São Cristóvão Saúde / São Caetano encerrou na oitava posição da Copa Brasil de 2015[39].Pela primeira vez integrou o elenco principal da Seleção Brasileira e disputou o Grand Prix de 2015, ocasião que obteve a medalha de bronze[40].

Foi contratada para as competições do período esportivo 2015-16 para atuar pelo Camponesa/Minas, clube de suas origens no início da carreira[37] e alcançou o vice-campeonato na edição do Campeonato Mineiro de 2015[2]. Se manteve no mesmo time para a temporada 2016-17, terminando na quarta colocação da Superliga e foi eleita a melhor bloqueadora do campeonato.[41] e conquistou o vice-campeonato na edição da Copa Brasil de 2017 em Campinas[42].

Após a temporada de clubes, foi convocada para a Seleção Brasileira, conquistando os títulos do Montreux Volley Masters, do Grand Prix de 2017 em Nanquim e do o Campeonato Sul-Americano sediado em Càli, além do vice-campeonato na Copa dos Campeões realizada no Japão em 2017.[43][44][45]

Em 2017 foi convocada novamente para a Seleção Brasileira e disputou a edição do Grand Prix cuja fase final ocorreu em Nanquim sagrando-se campeã da última edição da história do certame que passará a chama-se Liga das Nações, na sequência também conquistou o título do Campeonato Sul-Americano realizado em Cáli; renovou seu contrato com o Camponesa/Minas para a temporada de 2017-18 conquistando a medalha de prata na Supercopa Brasil de 2017[46] o título do Campeonato Mineiro de 2017[47] e sagrou-se campeã da edição do Campeonato Sul-Americano de Clubes de 2018[48]; nesta mesma temporada recebeu convocação para seleção brasileira para disputar a edição da Copa Pan-Americana realizada em Santo Domingo e terminou na quarta posição[49].

Renovou com mesmo clube para temporada 2018-19 e sagrou-se bicampeã da edição do Campeonato Mineiro de 2018[50].

Títulos e resultados[editar | editar código-fonte]

Premiações individuais[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. Todovoley (12 de agosto de 2006). «A história de superação da garota Mara, de 14 anos, em Belo Horizonte». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  2. a b c d e f g h i Jornal do Vôlei. «Perfil -Mara». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  3. FVR- Federação de Volley-Ball do Rio de Janeiro. «Campeões – JUVENIL -Feminino». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  4. a b CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Campeonato Brasileiro de Seleções- Juvenil Feminino - 1ª Divisão :: 24/8 - 29/8-Atletas Vice-Campeãs: Pela Federação Mineira de Voleibol». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  5. FVR- Federação de Volley-Ball do Rio de Janeiro. «JUVENIL FEMININO FESTADE ENCERRAMENTO TEMPORADA 2009». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  6. FIVB-Federação Internacional de Voleibol. «2009 FIVB Women's Junior World Championship | Tijuana & Mexicali, Mexico-16 - 25 July 2009- BRA / Brazil - Team Composition» (em inglês). Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  7. FIVB-Federação Internacional de Voleibol. «2009 FIVB Women's Junior World Championship | Tijuana & Mexicali, Mexico-16 - 25 July 2009- Final Standing» (em inglês). Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  8. CSV- Confederación Sudamericana de Voleibol (19 de outubro de 2009). «Campeonato Sudamericano Femenino de Clubes - Sollys/ 0sasco conquista el título del campeonato» (em espanhol). Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  9. a b O Globo (11 de novembro de 2009). «Unilever é heptacampeã carioca». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  10. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Superliga 2009/2010- FICHA COMPLETA - ESCALAÇÃO SUPERLIGA FEMININA-UNILEVER». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  11. a b CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Superliga 2009/2010- TABELAS DE JOGOS E RESULTADOS DA SUPERLIGA FEMININA». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  12. a b c VôleiBrasil.org. «Personalidades do vôlei- Perfil da Personalidade- Mara (Unilever)». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  13. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Superliga 2010/2011- FICHA COMPLETA - ESCALAÇÃO SUPERLIGA FEMININA-UNILEVER». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  14. a b CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Superliga 2010/2011- TABELAS DE JOGOS E RESULTADOS DA SUPERLIGA FEMININA». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  15. Top Volley International. «Ranglisten topvolley seit 1989- 2011-Pág.05» (PDF) (em alemão). Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  16. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Superliga 2011/2012- FICHA COMPLETA - ESCALAÇÃO SUPERLIGA FEMININA-UNILEVER». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  17. a b CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Superliga 2011/2012- TABELAS DE JOGOS E RESULTADOS DA SUPERLIGA FEMININA». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  18. a b Provolei (8 de outubro de 2012). «Unilever conquista décimo Campeonato Carioca». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  19. a b CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Superliga 2012/2013- CLASSIFICAÇÃO- SUPERLIGA FEMININA». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  20. Local da Comunicação (6 de maio de 2013). «Unilever conquista inédito título sul-americano e garante vaga no Mundial». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  21. Melhor do Vôlei (2 de outubro de 2013). «Seleção Feminina Sub-23 define time que vai ao Mundial». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  22. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol (10 de setembro de 2013). «Convocação- Convocação da Seleção Brasileira Feminina Sub-23». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  23. Medalha Brasil. «CBV divulga lista de atletas convocadas para o Mundial Feminino Sub-23». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  24. GloboEsporte.com (11 de setembro de 2013). «Duas jogadoras do Praia Clube são convocadas para a seleção sub-23». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  25. FIVB-Federação Internacional de Voleibol. «Women's U23 World Championship Mexico 2013 -TEAM COMPOSITION-BRA/Brazil» (em inglês). Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  26. FIVB-Federação Internacional de Voleibol. «Women's U23 World Championship Mexico 2013 - FINAL RANKING» (em inglês). Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  27. FIVB-Federação Internacional de Voleibol. «Women's U23 World Championship Mexico 2013 – Statistics- Scorers» (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2015. 
  28. FIVB-Federação Internacional de Voleibol. «Women's U23 World Championship Mexico 2013 – Statistics- Diggers» (em inglês). Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  29. a b FIVB-Federação Internacional de Voleibol. «Women's U23 World Championship Mexico 2013 – Statistics- Blockers» (em inglês). Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  30. FPV-Federação Paulista de Volleyball (12 de outubro de 2013). «Vôlei Amil vence São Caetano na estreia em casa pela Superliga». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  31. VôleiBrasil Interatividade. «Superliga 2013/2014- Equipes - Feminino -SÃO CRISTÓVÃO SAÚDE / SÃO CAETANO». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  32. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Superliga Feminina 2013/2014-- TABELAS DE JOGOS E RESULTADOS DA SUPERLIGA FEMININA». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  33. Inside Country Volley. «Brazilian League 2014/2015- São Cristovão Saúde/São Caetano - São Caetano (SP)-Pág.01» (em inglês). 7 de maio de 2014. Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  34. a b FPV-Federação Paulista de Volleyball (5 de novembro de 2014). «Molico/Nestlé é tricampeão paulista». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  35. a b Maxpress (25 de novembro de 2014). «MOLICO/Nestlé é o campeão dos Jogos Abertos do Interior, em Bauru». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  36. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Superliga Feminina 2014/2015-Classificação-CLASSIFICAÇÃO GERAL - FASE CLASSIFICATÓRIA (P4)». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  37. a b c d Minas Tênis Clube (30 de abril de 2015). «NOVAS CARAS- Camponesa/Minas anuncia a contratação de três reforços e acerta a renovação de atletas da temporada 2014/15». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  38. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Superliga Feminina 2014/2015- FUNDAMENTOS POR JOGADORES (P5)-Bloqueio». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  39. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol (17 de janeiro de 2015). «Copa Banco do Brasil de Voleibol- Torneio Feminino-Classificação Final» (PDF). Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  40. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol (27 de julho de 2015). «Brasil vence a Itália e garante a medalha de bronze». Consultado em 14 de novembro de 2015. 
  41. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Rexona-Sesc vence Vôlei Nestlé e conquista 12º título». Consultado em 28 de abril de 2017. 
  42. a b Gazeta Esportiva (28 de janeiro de 2017). «Rio de Janeiro vence Minas e é tricampeão da Copa do Brasil» (em portugues). Consultado em 24 de fevereiro de 2018. 
  43. FIVB (6 de agosto de 2017). «BRAZIL SETS ALL TIME RECORD IN WORLD GRAND PRIX WINS» (em inglês). Consultado em 6 de agosto de 2017. 
  44. FIVB (11 de junho de 2017). «BRAZIL REIGN SUPREME AT MONTREUX MASTERS FOR SEVENTH TIME» (em inglês). Consultado em 6 de agosto de 2017. 
  45. CSV (19 de Agosto de 2017). «BRASIL SUMA SU 20º TÍTULO Y CLASIFICA AL MUNDIAL DE JAPÓN EN EL SUDAMERICANO DE CALI» (em espanhol) 
  46. a b Crisneive Silveira; Juscelino Filho (14 de outubro de 2017). «No tie-break, Rio supera Minas e fatura o tri da Supercopa de vôlei». Globoesporte.com. Grupo Globo. Consultado em 26 de fevereiro de 2018. 
  47. a b Minas não dá chances para o Praia e conquista o Mineiro feminino, O Tempo
  48. «Minas vence Rio e leva Sul-americano de clubes após 18 anos». O Globo. 24 de fevereiro de 2018. Consultado em 24 de fevereiro de 2017.. Cópia arquivada em 24 de fevereiro de 2018 
  49. a b «Estados Unidos gana sexto título en Copa Panamericana». NORCECA (em espanhol). 15 de julho de 2018. Consultado em 8 de novembro de 2018. 
  50. a b Rodrigo Gini (7 de novembro de 2018). «Minas Tênis supera o Praia Clube e fica com o título no Mineiro Adulto Feminino de Vôlei». Hoje Em Dia. Consultado em 7 de novembro de 2018.. Cópia arquivada em 7 de novembro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]