Marajá (bebida)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Marajá (refrigerante))
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marajá
Tipo Refrigerante
Teor calórico 400 Kcal/litro
Edulcorante(s) Açúcar
Conservante(s) Sorbato de potássio

Benzoato de sódio

Fabricante Refrigerantes Marajá
Distribuidor Refrigerantes Marajá
Origem  Brasil
Criador Djalma Pimenta
Introduzida 23 de agosto de 1963 (55 anos)
Descontinuada
  • Marajá Cola[1]
  • Marajá Mate
Cor Várias
Sabor Guaraná
Variante(s)
  • Guaraná Marajá
  • Guaraná Marajá Zero
  • Marajá Laranja
  • Marajá Limão[2]
  • Marajá Uva
  • Marajá Açai
Relacionada(s) Guaraná Antarctica, Guaraná Kuat, Fanta, Sprite, Soda Limonada.
Website www.marajarefrigerantes.com.br

Marajá é um refrigerante brasileiro. A marca pertence à Refrigerantes Marajá e foi lançada no Mato Grosso em 23 de agosto de 1963 pela então Indústria de Bebidas Alves Pimenta e Cia, com o nome de Guaraná Marajá[3], passando a ser a segunda marca refrigerante comercializada no município de Rondonópolis[4]. Com o sucesso da bebida, a industria acabou lançando outros sabores como de laranja e limão. Atualmente é vendida em diversos estados das região centro oeste e região norte do Brasil e também exportado para países da América do Sul como o Paraguai e principalmente a Bolívia.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Em 23 de agosto de 1963 o empresário Djalma Pimenta, cria o Guaraná Marajá, com nome dada em referência ao bairro sede da Industria de Bebidas Alves Pimenta e Cia, industria fundada para produzir e comercializar a bebida no município de Rondonópolis na região sul de Mato Grosso[3].

No inicio da década de 1980, com o sucesso do produto e o aumento do consumo, a Marajá é vendida a um grupo de empresários liderados por Felippe Brüehmüeller e Cláudio Brüehmüeller detectou a necessidade de estabelecer uma revenda filiada a indústria em Várzea Grande na região metropolitana de Cuiabá, como forma de expandir a distribuição da marca no mesmo período são lançados guaraná 200 ml (Ns), guaraná de 300 ml (Ks), Guaraná, Laranja e Limão de 600 ml (Gs).

  • Mesmo com uma filial da companhia estabelecida em Várzea Grande, o guaraná continuou a ser produzido em Rondonópolis até 1986, quando iniciou o engarrafamento na revenda em Várzea Grande.
  • O ano de 1998 a ampliação da produção do refrigerante com a nova indústria em Várzea Grande, numa área de 50 mil metros quadrados, a indústria passava a produzir 40 mil litros por hora.[2]
  • No ano de 2008 é lançado o Guaraná Marajá com açaí em dois litros, 1,5 litro, 500 militros (ml), lata.[5]

Variantes da marca[editar | editar código-fonte]

O refrigerante Marajá é comercializado em embalagens PET de 600 ml, 1,5 litros, 2 litros, 2,5 litros e 3 litros; garrafa de vidro de 290 ml e lata de 350 ml. Da mesma forma, a linha de produtos da marca possui as seguintes variações:

  • Guaraná (lançado em 1963)
  • Laranja (lançado em 1984)
  • Limão (lançado em 1984)[2]
  • Guaraná Marajá Zero
  • Uva
  • Açaí (lançado 2008)[5]

Produção[editar | editar código-fonte]

Inicialmente, o Guaraná Marajá era produzido no município de Rondonópolis na qual a Industria de Bebidas Alves Pimenta e Cia distribuía para a sua revenda em Várzea Grande na Região Metropolitana de Cuiabá ate o ano de 1986, quando a industria transferiu o engarrafamento para Várzea Grande. Atualmente a indústria de Várzea Grande conta com 50 mil metros quadrados com 20 mil metros quadrados de área construída[2], sendo distribuídos aos estados da região centro oeste como Mato Grosso do Sul, Goiás e o Distrito Federal e da região norte como o Amazonas, Pará, Rondônia, Acre[2]. Em Mato Grosso a marca detêm 20% do mercado de refrigerantes entre os seus principais produtos destaca os refrigerantes pet 2 litros, que concentra 70% das vendas. O sabor mais vendido é o guaraná, com 35% da preferência dos consumidores e em seguido laranja, 13%.[1]

Referências

  1. a b Diário de Cuiabá. «Marajá lança no País». Consultado em 13 de janeiro de 2014 
  2. a b c d e f Diário de Cuiabá. «Sem medo da concorrência». Consultado em 13 de janeiro de 2014 
  3. a b Refrigerantes Marajá. «Tragetória de 48 anos distribuindo sabor em Mato Grosso». Consultado em 11 de outubro de 2013. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  4. Radar.com. «RONDONÓPOLIS RECEBERÁ FÁBRICA DE REFRIGERANTES». Consultado em 11 de fevereiro de 2013. Arquivado do original em 21 de outubro de 2013 
  5. a b Diário de Cuiabá. «Indústria prepara nova linha de produtos para 2008». Consultado em 30 de dezembro de 2007 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre bebidas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.