Marcílio Luiz Pinto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marcílio Luiz Pinto
Cidadania Brasil
Ocupação militar

Marcilio Luiz Pinto (Caconde, 9 de agosto de 1917 - Adamantina, 31 de julho de 1993) foi um militar brasileiro. Integrante da Força Expedicionária Brasileira, o cabo Marcilio foi o único praça brasileiro a receber a medalha Silver Star (estrela de prata) concedida pelo Comando Norte-Americano, por ação distinta em combate.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Caconde em 1917 e em 1942 foi convocado para o Exército Brasileiro. Apresentou-se no 4° Regimento de Infantaria em São Paulo e meses depois foi transferido para o 6º Regimento de Infantaria, em Caçapava. Em julho de 1944, embarcou no navio “General Meigue” rumo a Itália. Seu batismo de fogo foi na Toscana.[1]

Marcilio foi condecorado, durante a guerra, com duas Cruz de Combate (uma de cada categoria: 1° e 2°) e uma Silver Star.[1]

Ao retornar para o Brasil, recebeu uma condecoração da FEB, a medalha do mérito cívico da Câmara Municipal de Marília e a medalha Marechal Rondon oferecido pela prefeitura de Marília.[1]

O ex-combatente morreu em 31 de julho de 1993, em Adamantina.[1]

Silver Star[editar | editar código-fonte]

Abaixo a citação do General Mark W. Clark ao conceder a "Silver Star":

Referências

  1. a b c d e Redação (10 de agosto de 2016). «TG faz homenagem ao "Cabo Marcílio", ex-combatente da 2ª Guerra Mundial». Portal de Notícias Sigamais. Consultado em 20 de outubro de 2019