Marcelo Frias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Raul Carlos Frias,[1] mais conhecido pelo nome artístico Marcelo Frias (? - ?), é um músico argentino de pouca repercussão, mas que ficou conhecido como o baterista do primeiro álbum de 1973 do Secos e Molhados. Frias era considerado o quarto integrante do grupo até o fim da sessão de fotos para capa, mas não quis mais participar, embora as fotos já estivessem prontas. Ele também não chegou a gravar nenhuma das faixas do segundo álbum do conjunto. Já participou de gravações com Roberto Carlos, Gal Costa, Ronnie Von e Walter Franco.[1] Participou, junto a Willy Verdager, no grupo Beat Boys, famoso nos festivais da Record da década de 1960.

Marcelo Frias havia feito parte do grupo Beat Boys, que acompanhou Caetano Veloso na música "Alegria, Alegria", no Festival de Música da Record, em 1967.


Referências[editar | editar código-fonte]

Drum Channel Brasil - www.drumchannel.com.br/marcelo-frias

  1. a b Silva, Vinícius R. B.. "O doce & o amargo do Secos & Molhados: poesia, estética e política na música popular brasileira". Dissertação (Mestrado em Letras) Niterói: Universidade Federal Fluminense, 2007. Disponível em http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/cp103551.pdf - Página 275.
Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.