Marcelo Ramos Motta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Marcelo Ramos Motta
Nascimento 27 de junho de 1931
Rio de Janeiro
Morte 26 de agosto de 1987 (56 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação artista

Marcelo Ramos Motta (Rio de Janeiro, 27 de junho de 1931 - Teresópolis, 26 de agosto de 1987) foi um escritor, compositor e cineasta brasileiro[1]. Além disso, foi um thelemita bastante conhecido em seu meio.

Divulgador de Thelema no Brasil desde o início dos anos 1960, teve entre seus discípulos, nos anos 1970, Raul Seixas e Paulo Coelho, com quem compôs canções como A Maçã, Tente Outra Vez e Novo Aeon (todas do álbum Novo Aeon, de 1975)[2]. , Lançou, em 1973, seu primeiro filme como diretor de cinema, O Judoka, baseado no personagem homônimo criado por Pedro Anísio e Eduardo Baron. Outros filmes de sua autoria são: A estranha hospedaria dos prazeres, Chapeuzinho Vermelho, De todas as maneiras.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  • O Judoka (1973) [3]
  • A estranha hospedaria dos prazeres (1976)
  • Chapeuzinho Vermelho (1980)
  • De todas as maneiras (1983)

Obras publicadas[editar | editar código-fonte]

  • Ataque e Defesa Astral
  • Carta a um Maçom
  • Dos Propósitos Políticos da Ordem
  • Moral e Cívica Telêmicas

Referências

  1. Biografia. Astrum Argentum
  2. Raul Seixas, Paulo Coelho, a Sociedade Alternativa & a Lei de Thelema. Whisplash, 14 de fevereiro de 2009
  3. O Judoka. Cinemateca Brasileira