Marcelo Vieira da Silva Júnior

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Marcelo
Marcelo
Marcelo atuando pelo Real Madrid em 2019
Informações pessoais
Nome completo Marcelo Vieira da Silva Junior
Data de nasc. 12 de maio de 1988 (33 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ), Brasil
Nacionalidade brasileiro
espanhol[1]
Altura 1,74 m
canhoto
Apelido M12
Informações profissionais
Clube atual Real Madrid
Número 12
Posição lateral-esquerdo
Clubes de juventude
2002–2005 Fluminense
Clubes profissionais
Anos Clubes
2005–2006
2007–
Fluminense
Real Madrid
Seleção nacional
2005
2007
2008–2012
2006–2018
Brasil Sub-17
Brasil Sub-20
Brasil Sub-23
Brasil
Medalhas
Jogos Olímpicos
Prata Londres 2012 Futebol
Bronze Pequim 2008 Futebol

Marcelo Vieira da Silva Júnior, mais conhecido apenas como Marcelo (Rio de Janeiro, 12 de maio de 1988), é um futebolista brasileiro que atua como lateral-esquerdo. Atualmente joga no Real Madrid.

O brasileiro já foi elogiado por grandes ex-jogadores como Paolo Maldini[2] e Diego Maradona, que o considerou o melhor de sua posição.[3] Marcelo foi nomeado como herdeiro de Roberto Carlos pelo próprio jogador, que declarou: "Marcelo possui melhor capacidade técnica e é um dos melhores do mundo".[4]

Marcelo é um grande ídolo do Real Madrid, um dos maiores jogadores da história do clube e um dos grandes vencedores.[5][6][7][8] Durante o auge, o lateral brasileiro também foi considerado um dos melhores de sua posição.[9][10][11]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Fluminense[editar | editar código-fonte]

Revelado nas categorias de base do Fluminense, Marcelo foi promovido ao elenco profissional em 2005 pelas mãos do treinador Abel Braga. Assumiu a titularidade logo no ano seguinte, já com Oswaldo de Oliveira.[12]

Real Madrid[editar | editar código-fonte]

Marcelo em 2015

Em 14 de novembro de 2006, o Real Madrid acertou oficialmente a contratação de Marcelo.[13] O jogador de 18 anos passou nos exames médicos e acertou contrato com o clube por seis temporadas, de 2007 até 2013. O time espanhol pagou 7 milhões de euros para ter a revelação tricolor.[14][15]

Marcelo juntou-se ao Real no início de 2007. Em sua chegada, Ramón Calderón, presidente do clube, afirmou: "Ele é uma contratação importante para nós. É um jovem jogador que vai injetar velocidade nas laterais e é parte do nosso plano trazer jogadores mais jovens para o plantel. Estamos muito feliz, pois ele é uma joia que metade da Europa queria".[16]

Marcelo estreou oficialmente no dia 7 de janeiro de 2007, saindo do banco de reservas na derrota por 0–2 contra o Deportivo La Coruña.[17] Sob o comando do treinador Manuel Pellegrini, passou a atuar como ala.[18] Seu bem-sucedido desempenho na temporada 2008–09 lhe rendeu uma renovação de contrato em 5 de fevereiro de 2010, assinando um novo vínculo até junho de 2015.[19]

Comandado por José Mourinho na temporada 2010–11, o brasileiro voltou a lateral-esquerda. Em 25 de novembro de 2010, foi nomeado como um dos 55 jogadores para o FIFA World XI.[20]

Na final da Liga dos Campeões, Marcelo marcou um dos gols na virada por 4–1 contra o Atlético de Madrid e assim conquistando pela décima vez a Liga dos Campeões.[21]

No dia 13 de setembro de 2017, o Real anunciou a renovação do brasileiro até 2022.[22]

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Após ter atuado nas categorias de base da Seleção Brasileira, foi chamado para defender a principal no dia 1 de agosto de 2006, na primeira convocação do treinador Dunga.[23] Estreou no dia 5 de junho de 2007, em um amistoso contra a Turquia.

Jogou as Olimpíadas de 2008 e marcou um gol no torneio, o segundo da partida contra Camarões, que garantiu a classificação do Brasil para as semifinais. No entanto, os brasileiros acabaram derrotados pela Argentina na semifinal.

Marcelo pela Seleção Brasileira na Copa do Mundo FIFA de 2018

Durante uma entrevista em junho de 2011, o treinador Mano Menezes questionou o comprometimento de Marcelo para com a Seleção Brasileira, uma vez que vem se ausentando de uma série convocações, alegando estar lesionado e ter sido cortado do elenco que disputaria a Copa América. Tal entrevista teve grande repercussão, inclusive na imprensa europeia, chegando ao ponto do seu clube, o Real Madrid, intervir na questão defendendo o jogador.[24] Apesar do ocorrido, em agosto de 2011 voltou a ser convocado por Mano Menezes.

Em maio de 2013 foi convocado por Luiz Felipe Scolari para a Copa das Confederações realizada no Brasil.[25][26] Um ano depois foi convocado para a Copa do Mundo FIFA de 2014, torneio realizado novamente em solo brasileiro.[27] No jogo de abertura da Copa do Mundo, contra a Croácia, na Arena Corinthians, Marcelo acabou marcando um gol contra que abriu o placar para os croatas, sendo esse também foi o primeiro gol contra da Seleção Brasileira em Copas do Mundo. No entanto, o Brasil conseguiu vencer de virada por 3–1.[28]

Marcelo voltou a marcar um gol pela Seleção no dia 27 de março de 2017, na vitória por 3 a 0 contra o Paraguai, na Arena Corinthians, em jogo válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. O lateral-esquerdo marcou o terceiro gol da partida, selando a classificação do Brasil para a Copa do Mundo.[29]

Após a eliminação da Seleção Brasileira para a Bélgica na Copa do Mundo FIFA de 2018, realizada na Rússia, Marcelo não voltou a ser chamado pelo treinador Tite.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

O lateral possui uma série de tatuagens, incluindo o número 12 e a data de nascimento no seu braço esquerdo.[30] Ele também tem um Fusca tatuado no braço, em homenagem ao seu avô Pedro.[31]

Em 2008 Marcelo casou-se com Clarisse Alves, e em 24 de setembro de 2009 eles tiveram seu primeiro filho, chamado Enzo. Seu segundo filho, Liam, nasceu no dia 1 de setembro de 2015.[32]

Em maio de 2011, através do Facebook, Marcelo demonstrou apoio à causa Palestina, chegando a ser especulado se esse seria um dos motivos do seu corte da Seleção Brasileira.[33] Meses depois, em julho, obteve a cidadania espanhola.[34]

Patrocínio[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2013, Marcelo foi apresentado como um dos novos ícones da Adidas durante um evento promocional no Santiago Bernabéu apresentando novas chuteiras. O brasileiro reuniu-se a vários companheiros de equipe (também patrocinados pela marca alemã), incluindo Kaká, Iker Casillas, Xabi Alonso, Ángel Di María e Karim Benzema.[35] No evento, Marcelo disse: "Ao longo da minha carreira, tenho conseguido conquistar alguns dos meus sonhos, e este é um também. Estar ao lado dessas estrelas (seus companheiros de equipe) é fantástico. Eles me parabenizaram, é uma grande marca e estou feliz."

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Atualizadas até 20 de janeiro de 2021.

Equipe Temporada Campeonato
nacional
Copas
nacionais
Competições
internacionais¹
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Fluminense 2005 12 2 0 0 0 0 0 0 0 12 2 0
2006 18 4 0 0 0 0 0 0 0 18 4 0
Total 30 6 0 0 0 0 0 0 0 30 6 0
Real Madrid 2006–07 6 0 0 0 0 0 0 0 0 6 0 0
2007–08 11 0 2 2 0 0 6 0 1 13 0 3
2008–09 27 4 3 2 0 0 5 0 0 34 4 3
2009–10 35 4 9 2 0 0 6 0 0 43 4 9
2010–11 32 3 4 6 0 1 12 2 2 50 5 7
2011–12 32 3 5 5 0 0 7 0 3 44 3 8
2012–13 14 0 0 3 0 0 2 1 1 19 1 1
2013–14 28 1 5 4 0 0 7 1 1 39 2 6
2014–15 34 2 7 5 1 0 14 1 2 53 4 9
2015–16 30 2 3 0 0 0 11 0 1 41 2 4
2016–17 30 2 9 3 1 0 14 0 2 47 3 11
2017–18 28 2 6 2 0 1 14 3 3 44 5 10
2018–19 23 2 2 4 0 1 7 1 3 34 3 6
2019–20 15 1 2 4 1 0 4 0 3 23 2 5
2020–21 6 0 1 1 0 1 1 0 0 8 0 2
Total 364 26 58 43 3 4 110 9 23 517 38 85
Total na carreira 394 32 58 43 3 4 110 9 23 547 44 85

¹Em competições internacionais, incluindo Liga dos Campeões da UEFA, Supercopa da UEFA e Copa do Mundo de Clubes da FIFA

Títulos[editar | editar código-fonte]

Fluminense[editar | editar código-fonte]

Títulos oficiais[editar | editar código-fonte]

Real Madrid[editar | editar código-fonte]

Títulos oficiais[editar | editar código-fonte]

Títulos não-oficiais[editar | editar código-fonte]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Títulos oficiais[editar | editar código-fonte]

Títulos não-oficiais[editar | editar código-fonte]

Seleção Brasileira Sub-17[editar | editar código-fonte]

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Fora da seleção brasileira, Marcelo vira cidadão espanhol». O Tempo. 26 de julho de 2011. Consultado em 9 de julho de 2021 
  2. «Paolo Maldini: Tottenham's Gareth Bale only knows how to attack» (em inglês). Goal.com. 16 de dezembro de 2011. Consultado em 9 de julho de 2021 
  3. «Diego Maradona tips Tottenham target Sergio Aguero to join Real Madrid one day» (em inglês). Goal.com. 24 de fevereiro de 2011. Consultado em 9 de julho de 2021 
  4. «La Liga Headlines: Roberto Carlos: Marcelo best in world». Consultado em 2 de junho de 2013. Arquivado do original em 31 de março de 2012 
  5. «Marcelo e Sergio Ramos chegam aos 20 títulos pelo Real Madrid e se aproximam de recorde». GloboEsporte.com. 23 de dezembro de 2018. Consultado em 9 de julho de 2021 
  6. «Ídolos do Real e da Seleção, Marcelo e Roberto Carlos abrem o jogo». GloboEsporte.com. 6 de novembro de 2016. Consultado em 9 de julho de 2021 
  7. «"É um orgulho imenso poder entrar para história do Real Madrid", diz Marcelo». www.efe.com. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  8. «Uma década de Marcelo no Real Madrid: O menino que virou ídolo». oGol. 7 de janeiro de 2017. Consultado em 9 de julho de 2021 
  9. «Marcelo é o melhor lateral esquerdo do mundo». Site oficial do Real Madrid. 14 de setembro de 2017. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  10. «Marcelo: ele superou um exigente legado e se tornou o melhor lateral do mundo». Época. 7 de maio de 2018. Consultado em 9 de julho de 2021 
  11. «Roberto Carlos afirma que Marcelo é o melhor lateral-esquerdo do mundo». ESPN.com.br. 16 de novembro de 2016. Consultado em 9 de julho de 2021 
  12. «Técnico que ajudou a lançar Marcelo no Flu lembra início do lateral: "Diferenciado"». GloboEsporte.com. 7 de abril de 2018. Consultado em 9 de julho de 2021 
  13. «Marcelo, do Flu, acerta contrato por sete temporadas com Real Madrid». O Globo. 14 de novembro de 2006. Consultado em 9 de julho de 2021 
  14. «Real confirma acerto com Marcelo e vai apresentá-lo na quarta». UOL. 14 de novembro de 2006. Consultado em 9 de julho de 2021 
  15. «Real Madrid contrata Marcelo». Trivela. 14 de novembro de 2006. Consultado em 9 de julho de 2021 
  16. «Brazilian Marcelo to join Real Madrid». Sports News 24h. Consultado em 9 de julho de 2021. Arquivado do original em 17 de dezembro de 2007 
  17. «Sky Sports - Futebol - Jogo fatos - Deportivo v Real Madrid». Consultado em 2 de junho de 2013. Arquivado do original em 14 de janeiro de 2007 
  18. «"Me encuentro mejor ahora que juego de extremo"» (em espanhol). AS.com. 28 de dezembro de 2009. Consultado em 9 de julho de 2021 
  19. Marcelo Signs Real Madrid Contract Extension
  20. FIFA Announces 55-Man Shortlist For 2010 World XI
  21. Cassio Barco (24 de maio de 2014). «"La Décima": de virada, Real goleia Atlético na prorrogação e leva taça». GloboEsporte.com. Consultado em 9 de julho de 2021 
  22. «Mais cinco anos de Marcelo: Real anuncia a renovação do brasileiro até 2022». GloboEsporte.com. 13 de setembro de 2017. Consultado em 9 de julho de 2021 
  23. Seleção leva à Noruega cinco jogadores estreantes
  24. «Real explica em nota oficial ausência de Marcelo de amistoso da Seleção». GloboEsporte.com. 14 de junho de 2011. Consultado em 9 de julho de 2021 
  25. «Confira a lista de convocados por Felipão para a Copa das Confederações». Estadão. 14 de maio de 2013. Consultado em 9 de julho de 2021 
  26. «Sem Kaká e Ronaldinho, Felipão convoca seleção para Copa das Confederações». oGol. 14 de maio de 2013. Consultado em 9 de julho de 2021 
  27. «Felipão anuncia convocados da Seleção para a Copa do Mundo». GloboEsporte.com. 7 de maio de 2014. Consultado em 9 de julho de 2021 
  28. Alexandre Lozetti (12 de junho de 2014). «Tá escrito: Neymar decide com erro de árbitro, e Brasil vira sobre Croácia». GloboEsporte.com. Consultado em 9 de julho de 2021 
  29. «Com novo brilho de Neymar, Brasil vence Paraguai e se classifica para Copa». UOL. 28 de março de 2017. Consultado em 9 de julho de 2021 
  30. «Marcelo fala sobre família, chuteira e tatuagens». GaúchaZH. 17 de julho de 2019. Consultado em 9 de julho de 2021 
  31. «Marcelo emociona ao revelar significado de tatuagem no braço». Sportbuzz. 22 de agosto de 2019. Consultado em 9 de julho de 2021 
  32. «Liam nasceu para fazer companhia ao irmão Enzo». Confederação Brasileira de Futebol. 1 de setembro de 2015. Consultado em 9 de julho de 2021 
  33. «Lateral Marcelo é pivô de polêmica no Facebook». Terra. 27 de maio de 2011. Consultado em 9 de julho de 2021 
  34. «Marcelo, do Real Madrid, recebe cidadania espanhola». Trivela. 26 de julho de 2011. Consultado em 9 de julho de 2021 
  35. «Friends - Real Madrid». Consultado em 4 de junho de 2013. Arquivado do original em 7 de março de 2016 
  36. «The 100 best footballers in the world - interactive» (em inglês). The Guardian 
  37. «The 100 best footballers in the world 2016 – interactive» (em inglês). The Guardian 
  38. «Marcelo Vieira» (em espanhol). Marca 
  39. «IFFHS faz seleção da década com apenas um brasileiro». O Dia. 27 de janeiro de 2021. Consultado em 9 de julho de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Marcelo Vieira da Silva Júnior