Marcenaria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde junho de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ilustração de uma marcenaria na Alemanha, 1568

Marcenaria é a oficina onde trabalha o marceneiro, um profissional do setor da movelaria, especialista em trabalhos artístico e artesanal de transformar peças de madeira em um objeto útil ou decorativo,[1] cortando, encaixando e entalhando peças e objetos de modo delicado e paciente.[2]

A marcenaria evoluiu da carpintaria, profissional especialista em trabalhos com madeira em estado bruto ou maciço (em estado natural),[3] com a função de beneficiar (lavrar e aparelhar) a madeira em peças para uso em construções.[3] O marceneiro utilizam laminados industrializados de madeira, como: compensado, aglomerado, MDF, fórmica, folhas de madeira.[1]

A marcenaria abrange o fabrico de móveis, mas está mais ligada ao trabalho artesanal do que ao industrial. Apesar de o marceneiro moderno fazer uso de máquinas em grande parte do trabalho, ele ainda é um artesão.[1] O profissional que produz exclusivamente móveis sob encomenda ou sob medida para determinados ambientes, principalmente com chapas como o MDF e o aglomerado pela grande indústria,[1] designa-se antes como setor moveleiro.

Ferramentas[editar | editar código-fonte]

A marcenaria evolui bastante, graças a tecnologia moderna da engenharia, facilitando muito a vida principalmente do marceneiro que trabalha com a fabricação de móveis planejados de fino acabamento, como por exemplo: serra circular, serra tico-tico, lixadeira, desempenadeira, graminho, formão, tupia, plaina, serrote, coletor de pó.[1] Sendo necessário cautela no uso de máquinas, pois o acidente pode ser irreversível.

Tecnologia[editar | editar código-fonte]

A tecnologia computacional emprega na área de projetos da marcenaria, tem a função de projetar o ambiente de acordo com o anseio do cliente, através da representação gráfica tridimensional em cores da estrutura física aproximada da montagem dos móveis no referido ambiente.[1]

Produtos[editar | editar código-fonte]

Alguns objetos fabricadas em uma marcenaria: portas, escadas, portais, alisar, guarda-corpo, caixilhos, corrimão, treliças, rodapés, entalhes, prateleiras, armários embutidos, frontão de lareiras.[1]

Referências

  1. a b c d e f g «Como montar uma marcenaria». Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - Sebrae. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  2. Tinoco, Cláudia Alves. «Ofício do Carpinteiro». Centro de Estudos Avançados da Conservação Integrada (CECI). Estudos finalizados. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  3. a b «Profissão de carpinteiro e marceneiro, mercado de trabalho». Guia do Trabalho (em inglês). Consultado em 1 de outubro de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.