Marco Nanini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2016). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Marco Nanini
Nanini e a atriz Mariana Lima na cerimônia do Prêmio Shell, em que ambos foram premiados por suas interpretações na peça Pterodátilos em 2011.[1][2]
Nome completo Marco Antônio Barroso Nanini
Outros nomes Marco Nanini
Nascimento 31 de maio de 1948 (68 anos)
Recife,  Pernambuco
Nacionalidade  brasileiro
Ocupação Ator, produtor teatral, humorista e diretor de teatro
Atividade 1965—atualmente
IMDb: (inglês)

Marco Antônio Barroso Nanini (Recife, 31 de maio de 1948) é um ator, diretor de teatro, humorista, dramaturgo e produtor teatral brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Dos anos 60 aos anos 90[editar | editar código-fonte]

Trabalhou em um banco e um hotel antes entrar na carreira teatral, atuando profissionalmente pela primeira vez em uma peça infantil no ano de 1965[3]. Antes de ganhar papéis de destaque na teledramaturgia, participou da novela "A Ponte dos Suspiros" da Rede Globo, em 1969, como um figurante que fazia parte de cenas que simulavam batalhas[4]. A partir dos anos 70 fez filmes para o cinema e com o passar dos anos até o final da década 90 esteve envolvido na produção de novelas na Rede Bandeirantes, Rede Tupi e em sua maioria na Rede Globo, fazendo uma carreira de sucesso na televisão. No ano de 1986 estreou a peça O Mistério de Irma Vap, montagem protagonizada junto com Ney Latorraca e reconhecida pelo Guinness Book como a peça que manteve o mesmo elenco por mais tempo, sendo 11 anos em cartaz[5].

Seriado A Grande Família[editar | editar código-fonte]

Em 2001, estreou na segunda versão do seriado A Grande Família e este programa permaneceu no ar até 2014 devido o sucesso de público com o qual foi agraciado[6]. No ano de 2007, foi lançado nos cinemas A Grande Família - O Filme e, nos três primeiros dias em cartaz, a película havia arrecadado R$ 2,5 milhões[7].

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2011, numa entrevista à revista Bravo!, Nanini assumiu ter tido experiências homossexuais[8]. Em abril de 2012, em entrevista à revista Época, Marco Nanini voltou a tocar no assunto, comentando a entrevista de 2011 e referindo-se às notícias de violência contra homossexuais:

Carreira[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Televisão
Ano Título Papel
Jornalístico 07 Dias
1965 A Ponte dos Suspiros Figuração nas cenas de batalha[11]
1969 Madureza Ginasial
1971 O Cafona Julinho
1972 - 1979 Caso Especial
1972 A Patota Simões
O Primeiro Amor Rui
1973 Carinhoso Faísca
1975 Pecado Capital Vinícius
A Moreninha Felipe
Gabriela Prof. Josué
1976 - 1982 Planeta dos Homens Vários Personagens
1976 O Feijão e o Sonho Barbeiro
1977 Um Sol Maior Lauro
1979 Feijão Maravilha Jorginho
O Todo-Poderoso Caio
Telecurso 2º Grau
1980 As Três Marias Aluísio
1982 Elas por Elas Décio
1985 Joana Cacau
Um Sonho a Mais Mosca / Florisbela Freire
1986 Tele Tema Episódio: A Luneta Mágica[12]
1987 Brega e Chique Montenegro [13]
1988 - 1990 TV Pirata Billy Joe, Tenente O'Hara e Cientista Louco
1991 Especial Escolinha do Professor Raimundo: 25 Anos dos Trapalhões Seu Rolando Lero
1992 Pedra sobre Pedra Ivonaldo Pontes
1993 - 1994 Terça Nobre Vários Personagens
1994 Brasil Especial Vários Personagens
1995 - 1997 Comédia da Vida Privada Vários Personagens
1998 Dona Flor e Seus Dois Maridos Teodoro Madureira
1999 O Auto da Compadecida Cangaceiro Severino de Aracaju
Andando nas Nuvens Otávio Montana
2000 A Invenção do Brasil Narrador
2000 - 2001 Brava Gente
2001 Brava Gente Euricão [14]Episódio: O Santo e a Porca
2001 - 2014 A Grande Família Lineu Silva [15][16]
2011 O Bem Amado Odorico Paraguaçu
2016 Êta Mundo Bom! Prof. Pancrácio Martino [17]
Dr. Pandolfo Martino [18]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Como ator[editar | editar código-fonte]

Como produtor de teatro[editar | editar código-fonte]

Como autor[editar | editar código-fonte]

Como diretor[editar | editar código-fonte]

  • 1990/92 - Fulaninha e Dona Coisa (com: Louise Cardoso, Aracy Balabanian, Paulo César Grande, Thaís Portinho, Genésio de Barros e Mauri Aklander)
  • 1991 - Hello Gershwin (com: Claudia Netto e Claudio Botelho)
  • 1992 - De Rosto Colado (com: Cláudia Netto e Cláudio Botelho - músicas: Irving Berlin)
  • 1994 - O Médico e o Monstro (com: Ney Latorraca, Ileana Kwasinski, Eliana Fonseca, Karin Rodrigues, Fernando Neves e Octávio Mendes)
  • 1995 - As Regras do Jogo (com: Paulo Autran, Glória Menezes, Karin Rodrigues e Paulo Grecca)
  • 1996 - E Continua Tudo Bem (com: Tarcísio Meira e Glória Menezes)

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Diretor
1973 As Moças Daquela Hora Luizinho Paulo Porto
1975 O Roubo das Calcinhas Alfredinho Braz Chediak
1978 A Noite dos Duros Bartô Adriano Stuart
1980 Teu Tua Rapaz Domingos de Oliveira
1987 Anjos da Noite Guto Wilson Barros
1987 Feliz Ano Velho Beto Robert Gewitz
1995 Carlota Joaquina, Princesa do Brasil D. João VI Carla Camurati
1998 Amor & Cia. Alves Helvécio Raton
2000 O Auto da Compadecida Cangaceiro Severino de Aracaju Guel Arraes
2001 Caramuru - A Invenção do Brasil Narrador Guel Arraes
2001 Copacabana Alberto Carla Camurati
2001 O Xangô de Baker Street Mello Pimenta Carla Camurati
2003 Lisbela e o Prisioneiro Frederico Evandro Guel Arraes
2003 Irmão Urso dublagem do alce Tuke
2004 Apolônio Brasil, Campeão da Alegria Apolônio Brasil Hugo Carvana
2006 Quem Tem Medo de Irma Vap Carla Camurati
2007 A Grande Família - O Filme Lineu Silva Mauricio Farias
2008 Romance Guel Arraes
2009 A Suprema Felicidade Arnaldo Jabor
2010 O Bem Amado Odorico Paraguaçu Guel Arraes

Como produtor de cinema[editar | editar código-fonte]

  • 2006 - "Irma Vap - O retorno", de Carla Camurati
  • 2009 - Do Começo ao fim, de Aluizio Abranches

Prêmios recebidos[editar | editar código-fonte]

  • 2010 - Prêmio Faz Diferença do Jornal O Globo.
  • 2011 - Prêmio Bravo! Bradesco Prime de Cultura - Artista do Ano

Teatro[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Atores prestigiam a 23ª edição do Prêmio Shell de Teatro, no Rio de Janeiro». UOL Celebridades. Consultado em 14 de julho de 2016. 
  2. «'Pterodátilos' conquista três prêmios de teatro». Diário do Grande ABC. Consultado em 14 de julho de 2016. 
  3. http://contigo.abril.com.br/famosos/marco-nanini/ator/vida
  4. http://memoriaglobo.globo.com/Memoriaglobo/0,27723,GYN0-5273-223580,00.html
  5. http://revistaquem.globo.com/Revista/Quem/0,,EMI13036-8224,00.html
  6. http://memoriaglobo.globo.com/Memoriaglobo/0,27723,GYN0-5273-258078,00.html
  7. http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u68014.shtml
  8. http://ego.globo.com/famosos/noticia/2011/10/vezes-pintam-uns-namorados-diz-marco-nanini-em-entrevista.html
  9. Época
  10. Mix Brasil
  11. «Antes de ganhar papéis de destaque na teledramaturgia, participou da novela "A Ponte dos Suspiros" da Rede Globo, em 1969, como um figurante que fazia parte de cenas que simulavam batalhas». Consultado em 17 de julho de 2016. 
  12. «Túnel do Tempo: Relembre Marco Nanini no Teletema ‘A Luneta Mágica’ Programa estreou na telinha da Globo há 25 anos». Globo.com -Vídeo Show. Consultado em 17 de julho de 2016.  line feed character character in |titulo= at position 68 (Ajuda)
  13. «Marília Pêra na novela 'Brega e Chique' ao lado de Marco Nanini». PurePeople. Consultado em 17 de julho de 2016. 
  14. «FOCO Brava Gente leva qualidade à tevê - ISTOÉ Gente Online - Marco Nanini: o ator está na adaptação da peça O Santo e a Porca, de Ariano Suassuna». FOCO-ISTOÉ Gente Online. Consultado em 17 de julho de 2016. 
  15. «Marco Nanini se despede do Lineu de ‘A grande família’, estreia peça e diz que assumir ser gay não mudou em nada sua vida». 
  16. «Marco Nanini fala sobre o fim do personagem Lineu: 'Um companheiro'-Seriado chega ao 430º episódio e pode terminar até o final de 2013.». EGO. Consultado em 17 de julho de 2016. 
  17. «Veja o elenco da nova novela das 6 "Êta Mundo Bom"». Consultado em 6 de dezembro de 2015. 
  18. «Irmão gêmeo de Pancrácio estreia em "Êta Mundo Bom"; veja primeira foto». UOL TV e FAMOSOS. Consultado em 17 de julho de 2016. 
  19. «Categoria Televisão - 2011 - Prêmio Arte Qualidade Brasil». premioartequalidade.org.br. Consultado em 2016-06-19. 
  20. «Prêmio F5 - Ator do Ano (série ou minissérie)». 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Marco Nanini
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.