Marco Storari

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marco Storari
Marco Storari
Marco Storari em uma partida pela Juventus
Informações pessoais
Nome completo Marco Storari
Data de nasc. 7 de janeiro de 1977 (42 anos)
Local de nasc. Pisa, Itália
Altura 1,87 m[1]
Destro
Informações profissionais
Clube atual Sem clube
Posição Goleiro
Clubes de juventude
1995–1998
1998
Perugia
Montevarchi
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1998–2002
2002–2003
2002–2003
2003–2007
2007–2010
2007–2008
2008
2008–2009
2010
2010–2015
2015–2017
2017–2018
Ancona
Napoli
Messina (emp.)
Messina
Milan
Levante (emp.)
Cagliari (emp.)
Fiorentina (emp.)
Sampdoria (emp.)
Juventus
Cagliari
Milan
0097 0000(0)
0004 0000(0)
0016 0000(0)
0149 0000(0)
0013 0000(0)
0016 0000(0)
0021 0000(0)
0002 0000(0)
0019 0000(0)
0064 0000(0)
0080 0000(0)
0002 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 7 de dezembro de 2017.

Marco Storari (Pisa, 7 de janeiro de 1977) é um futebolista italiano, que atua na posição de goleiro.

Depois de uma longa temporada em divisões inferiores da Itália, chegou a Serie A aos 27 anos. Desempenhos estáveis ​​jogando pelo Messina levaram à sua assinatura por clubes gigantes como o AC Milan.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Messina[editar | editar código-fonte]

Storari atuando pela Messina

Foi revelado no Ladispoli, mas saiu ainda jovem para o Perugia, onde não teve chances de ser titular. Saiu por empréstimo ao Montevarchi em 1998, e em seguida ao Ancona no mesmo ano, mas só teve oportunidades na temporada 1999-00, quando contribuiu para a promoção da equipe na Série B Italiana.

Alguns clubes se interessaram pelo goleiro, e em 2002 apresentou-se ao Napoli, onde não conseguiu provar sua qualidade graças à falta de oportunidades no time de Franco Colomba. Em janeiro de 2003, então, foi para o Messina e logo em 2004 conquistou a promoção para a Serie A. Nas temporadas seguintes, foi o destaque do time, do qual se tornou capitão e símbolo em 2006, e nacionalmente conhecido por seus longos cabelos e por sua habilidade sob as traves. Em janeiro de 2007, é negociado com o Milan, com contrato válido até 2010. Com o fim do contrato, assinou com a Juventus para substituir Gianluigi Buffon. Estima-se que o valor foi de € 4,5 milhões.

AC Milan[editar | editar código-fonte]

Em 17 de janeiro de 2007, Storari foi adquirido pelo AC Milan, por € 1,2 milhão,[2] como fichagem de emergência, pois tanto Dida como o reserva Željko Kalac estavam fora de ação devido a uma lesão. Storari assinou um contrato de dois anos e meio (até o verão de 2010).[3] Em três jogos no campeonato, contra o AS Livorno Calcio, AC Siena e Udinese Calcio, ele sofreu sete gols. Storari não apareceu mais em nenhum partida desde a sua estreia pelo Milan e sua reserva começou logo depois de uma eliminação para a AS Roma, em 31 de janeiro.

Em 3 de julho de 2007, surgiram relatos de que o Milan estava perto de liberar Storari para o Real Bétis, em um empréstimo de um ano. O negócio foi aumentado para dois anos e o jogador, juntamente com seu empresário, viajou para Sevilha. Apesar de ter ficado na cidade por três dias, o presidente Manuel Ruiz de Lopera, do Real Bétis, não conseguiu cumprir com o jogador e Storari voltou para a Itália com o negócio não concretizado. Em 12 de agosto, Storari acabou emprestado a outro clube na Espanha, o Levante UD, em um contrato de dois anos.[4]

No entanto, o acordo de empréstimo terminou depois de apenas seis meses. Como a equipe de Valência estava em uma profunda crise financeira, em 5 de janeiro de 2008, Storari voltou para a Itália, para jogar pelo Cagliari Calcio[5] devido à incapacidade Levante para pagar seu salário.

Storari assinou um contrato de empréstimo para a ACF Fiorentina, em julho de 2008. Sua produção consistia de um ponto de partida e outro na liga, barrado pelo antigo e primeiro goleiro Sébastien Frey.

Devido a lesão inicial de Christian Abbiati, Storari começou 2009-10 como primeira escolha, sobre Dida; em 22 de agosto de 2009, dois anos e três meses após sua última partida oficial pelo clube, ele estava entre os postes para o 2-1 ganhar em Siena. Além disso, em outubro, ele assinou um novo contrato, a adição de dois anos a mais para o seu link,[6]mas logo ficou lesionado, perdendo seu lugar para o brasileiro.

Após a recuperação de Abbiati, Storari enfrentou a concorrência por uma vaga adicional regular que começa, assim, em 15 de janeiro de 2010, ele foi emprestado ao UC Sampdoria, substituindo lesionado Luca Castellazzi.[7]Ele jogou seu primeiro jogo dois dias depois, em uma empate 1-1 em casa contra o Calcio Catania.

Juventus[editar | editar código-fonte]

Após o Sampdoria não conseguiu chegar a um acordo com o Milan para contratá-lo diretamente, depois de perder Castellazzi para o FC Internazionale Milano em uma transferência livre,[8]Storari foi vendido para a Juventus por uma taxa de € 4,5 milhões em 23 de junho de 2010,[9]tornando-se a segunda contratação do treinador Luigi Delneri e diretor esportivo Giuseppe Marotta, com quem já havia trabalhado com Storari no Sampdoria. Ele assinou um contrato de três anos em vigor em 1 de Julho, dando cobertura para Gianluigi Buffon, que sofreu uma lesão nas costas no Mundial de 2010,[10]e competir com Alex Manninger. Milan assinou com Marco Amelia, por empréstimo do Genoa CFC no mesmo dia[11]para atuar como seu substituto.

Carreira Internacional[editar | editar código-fonte]

Storari nunca foi tampado para a Itália, embora ele foi escolhido como terceira escolha pelo chefe nacional Marcello Lippi para a Copa do Mundo 2006 de qualificação contra a Eslovênia, em outubro de 2005.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Juventus

Referências

  1. «Perfil de Marco Storari». Consultado em 21 de Setembro de 2012 
  2. «Bilanciomilan» (PDF). Consultado em 14 de Maio de 2008 
  3. «Storari signs, Ronaldo to follow?». Consultado em 3 de Abril de 2008 
  4. «Storari, cedido por el Milán dos temporadas». Consultado em 9 de Outubro de 2009 
  5. «Signings boost Cagliari survival bid». Consultado em 9 de Janeiro de 2008 
  6. «A.C. Milan il club piú titolato al mondo». Consultado em 18 de Junho de 2010 
  7. «A.C. Milan official note». Consultado em 15 de Janeiro de 2010 
  8. «Sampdoria Director Sergio Gasparin Admits Marco Storari Deal Has Hit A Snag». Consultado em 22 de Junho de 2010 
  9. «Agreement with A.C. Milan for the acquisition of the registration rights of the player Marco Storari» (PDF). Consultado em 23 de Junho de 2010 
  10. «Buffon return unknown». Consultado em 24 de Junho de 2010 
  11. «AMELIA: "GENOA? A SPECIAL SHIRT"». Consultado em 27 de Junho de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de ItáliaSoccer icon Este artigo sobre futebolistas italianos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.