Marcos Adriano Gonçalves de Barros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marcos Adriano
Informações pessoais
Nome completo Marcos Adriano Gonçalves de Barros
Data de nasc. 30 de julho de 1970 (47 anos)
Local de nasc. Palmeira dos Índios (AL),  Brasil
Nacionalidade brasileira
Altura 1,73 m
canhoto
Apelido Marinho Chagas
Informações profissionais
Clube atual aposentado
Posição (ex-lateral-esquerdo)
Clubes de juventude
1990 Brasil Operário
Clubes profissionais12
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1989
?
1991
1992-1993
1993-1995
1995
1996
1997
1997
1998
1998
1999
2000
2003
Brasil Beira-Rio
Brasil Fernandópolis
Brasil Operário
Brasil São Paulo
Brasil Flamengo
Brasil Santos
Brasil Atlético-PR
Brasil Atlético Mineiro
Brasil Bahia
Brasil Inter de Limeira
Brasil Atlético-PR
Brasil Santa Cruz
Brasil Fortaleza
Brasil CRB
000 00(0)
000 00(0)
000 00(0)
046 00(0)
094 00(4)
000 00(0)
000 00(0)
000 00(0)
000 00(0)
000 00(0)
000 00(0)
000 00(0)
000 00(0)
000 00(0)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 27 de maio de 2010.
2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 27 de maio de 2010.

Marcos Adriano Gonçalves Barros (Palmeira dos Índios, 30 de julho de 1970) é um ex-futebolista brasileiro, que foi lateral-esquerdo de São Paulo, Flamengo, Santos e Bahia, entre outros clubes.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Marcos Adriano começou sua carreira no Beira-Rio, de Presidente Epitácio, em 1989. Depois passou pelo Fernandópolis antes de chegar ao Operário, de Campo Grande, onde conquistou o Campeonato Sul-Mato-Grossense de 1991.[1] Por indicação do empresário Alexandre Bueno, em abril de 1992 foi contratado por empréstimo até o final do ano pelo São Paulo, para disputar a lateral esquerda do clube após a dispensa de Nelsinho.[1] "Eu sempre sonhei em jogar por um clube como o São Paulo e agora vou fazer de tudo para corresponder e ser contratado em definitivo", disse o lateral ao ser apresentado.[1] Seu empréstimo custou cinquenta mil dólares e seu passe veio estipulado em 250 mil dólares.[1] Marcos Adriano chegou para exames médicos em 30 de abril e no mesmo dia já participou pela primeira vez dos treinamentos.[1]

Em 1993, tendo perdido sua condição de titular para André Luiz, decidiu trocar o São Paulo pelo Flamengo. Permaneceu no Flamengo até a final do Campeonato Carioca de 1995, perdido para o Fluminense. Após deixar a Gávea foi jogar no Santos, que, sob a liderança de Giovanni, conseguiu chegar à decisão do Campeonato Brasileiro de 1995.

Marcos Adriano também teve passagens por Atlético-PR e Bahia.

Títulos[editar | editar código-fonte]

São Paulo
Flamengo
Atlético-MG
Atlético-PR
Fortaleza-CE

Referências

  1. a b c d e «Clube contrata lateral». São Paulo: Fundação Cásper Líbero. A Gazeta Esportiva (23 647): 16. 1 de maio de 1992 


Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.