Marcos Siscar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marcos Siscar
Nome completo Marcos Antônio Siscar
Nascimento 1964 (53 anos)
Borborema
Nacionalidade Brasil Brasileiro
Ocupação Poeta, professor, tradutor, ensaísta

Marcos Antônio Siscar (Borborema, 1964) é um poeta, professor, tradutor, ensaísta brasileiro.

Concluiu graduação em Letras pela Unicamp (1987), mestrado em Teoria Literária pela Unicamp (1991), D.E.A. em Texte Imaginaire Société pela Université de Paris 8 (1992), doutorado em Littérature Française pela Université de Paris 8 (1995), com pós-doutorados na École des Hautes Etudes em Sciences Sociales (2003), Collège International de Philosophie (2008) e Université Sorbonne Nouvelle - Paris 3 (2015). É livre-docente em Teoria da Literatura pela Unesp São José do Rio Preto (2005), onde foi docente de 1996 a 2009. Atualmente, é professor do Departamento de Teoria Literária da Unicamp e pesquisador PQ/CNPq. Foi editor da Revista de Letras (Unesp) e da revista Inimigo Rumor. Fez parte do conselho editorial da coleção Às de Colete (Cosac Naify / 7Letras). É atualmente um dos editores da revista Remate de Males (Unicamp) e faz parte do Conselho Editorial da coleção Ciranda da Poesia (Eduerj) e Coleção Passagens (Dobra). Vários de seus livros foram finalistas em prêmios nacionais de poesia e de crítica literária. Como poeta, foi escritor residente em La Rochelle, França, em 2005. Como pesquisador, recebeu o Prêmio de Reconhecimento Acadêmico "Zeferino Vaz", da Unicamp, em 2016.

Obras[editar | editar código-fonte]

Poesia[editar | editar código-fonte]

  • Não se Diz (1999)
  • Tome o seu café e saia (2001)
  • Metade da Arte (2003)
  • No se Dice (2003, Argentina)
  • O Roubo do Silêncio (2006)
  • Le Rapt du Silence (2007, França)
  • Interior via Satélite (2010)
  • Cadê uma coisa (2012)
  • La mitad del arte (2014, Espanha)
  • Manual de flutuação para amadores (2015)

Tradução[editar | editar código-fonte]

Ensaio[editar | editar código-fonte]

  • Jacques Derrida. Rhétorique et Philosophie (1998)
  • Poesia e Crise: ensaios sobre a crise da poesia como topos da modernidade (2010)
  • Ana Cristina Cesar (2011)
  • Da soberba da poesia: distinção, elitismo, democracia (2012)
  • Jacques Derrida: literatura, política, tradução (2013)
  • Haroldo de Campos (2015)
  • De volta ao fim: o "fim das vanguardas" como questão da poesia contemporânea (2016)

Referências Externas[editar | editar código-fonte]

Textos críticos on-line[editar | editar código-fonte]

  • Textos críticos do autor on-line em marcossiscar.blogspot.com [1]
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.