Marcos Vilaça

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marcos Vinicios Vilaça Academia Brasileira de Letras
Marcos Vilaça em 2011
Ministro do Tribunal de Contas da União
Mandato 19 de abril de 1988
até 26 de junho de 2009
Nomeação por José Sarney
Sucessor(a) José Múcio Monteiro
Presidente do Tribunal de Contas da União
Mandato 1995 a 1996
Dados pessoais
Nascimento 30 de junho de 1939 (78 anos)
Nazaré da Mata,  Pernambuco
Maria do Carmo Duarte Vilaça
Alma mater Universidade Federal de Pernambuco

Marcos Vinicios Rodrigues Vilaça (Nazaré da Mata, 30 de junho de 1939) é um advogado, jornalista, professor, ensaísta e poeta brasileiro[1].

Membro da Academia Brasileira de Letras, da Academia Pernambucana de Letras, da Academia das Ciências de Lisboa e da Academia Brasiliense de Letras e ex-ministro e presidente do Tribunal de Contas da União.

Filho único de Antônio de Souza Vilaça e Evalda Rodrigues Vilaça. Pai do falecido marchand Marcantonio Vilaça.

Principais atividades[editar | editar código-fonte]

Lorbeerkranz.png Academia Brasileira de Letras[editar | editar código-fonte]

Na Academia Brasileira de Letras foi o sétimo ocupante da cadeira 26. Foi eleito em 11 de abril de 1985, na sucessão de Mauro Mota, seu conterrâneo, e recebido em 2 de julho de 1985 pelo acadêmico José Sarney. Recebeu os acadêmicos Ariano Suassuna, Alberto da Costa e Silva e Marco Maciel. Foi seu presidente no biênio 2006/2007, tendo tomado posse em 15 de dezembro de 2005.

Academia Pernambucana de Letras[editar | editar código-fonte]

Na Academia Pernambucana de Letras é o primeiro ocupante da cadeira 35, tendo sido eleito em 30 de outubro de 1965, e tomado posse em 18 de novembro do mesmo ano, sendo atualmente o seu mais antigo membro. Foi seu presidente no biênio 1970/1972.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Borges, J. (1988). Louvação a Dr. Marcos Vilaça na sede da LBA em Pernambuco (cordel). Bezerros (PE): Ed. do Autor. 8 páginas 
Precedido por
Mauro Mota
Lorbeerkranz.png ABL - sétimo acadêmico da cadeira 26
1985 — atualidade
Sucedido por
Precedido por
Ivan Junqueira
Lorbeerkranz.png ABL - Presidência
2006 — 2007
Sucedido por
Cícero Sandroni
Precedido por
Cícero Sandroni
Lorbeerkranz.png ABL - Presidência
2010 — 2011
Sucedido por
Ana Maria Machado
Precedido por
Academia Pernambucana de Letras - cadeira 35
1965 — atualidade
Sucedido por
Precedido por
Luiz Delgado
Academia Pernambucana de Letras - Presidência
1970 — 1972
Sucedido por
Mauro Mota


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.