Marcus Alexandre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marcus Alexandre Viana
Marcus Alexandre Viana
8.º Prefeito de Rio Branco
Período 1º de janeiro de 2013
até a atualidade
Antecessor(a) Raimundo Angelim
Dados pessoais
Nascimento 13 de junho de 1977 (40 anos)
Ribeirão Preto, São Paulo
Nacionalidade brasileira
Partido PT

Marcus Alexandre Médici Aguiar Viana da Silva, conhecido como Marcus Médici ou ainda Marcus Alexandre (Ribeirão Preto, 13 de junho de 1977) é um político brasileiro, filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT). Atualmente ocupa o cargo de prefeito de Rio Branco, capital do estado do Acre.

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Marcus chegou ao Acre em 1999, onde já assumiu diversos cargos do poder público. Chegou a ser diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura Hidroviária e Aeroportuária do Acre (Deracre) de 2007 a 2012, cargo que lhe deu notabilidade para se eleger prefeito da capital do estado, Rio Branco. Em 2016, afastando-se do PT, porém mantendo-se filiado ao partido, conseguiu ser o único petista eleito em capital no ano de 2016. Assim, se reelegeu prefeito de Rio Branco, alcançando 54,87% dos votos válidos e ganhando de sua adversária política Eliane Sinhasique.[1] [2]

Durante o primeiro mandato de Marcus Médici como prefeito de Rio Branco, a administração foi voltada para muitas obras e investimentos visando melhorias na cidade: houve redução da tarifa de ônibus, modernização do restaurante popular da cidade, construção de novas unidades de saúde e creches, e duplicação de avenidas.[3] [4]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

É casado com Gicélia Viana da Silva Melo Aguiar, engenheira civil, e com ela teve três filhos, Ian, Caio e Alexandre Gael.[1]. Marcus, assim como a esposa, formou-se em engenharia civil pela Universidade Estadual de São Paulo.[5]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • 2014 - Prêmio Personalidade Profissional 2014 da CNTU[3]

Referências

  1. a b «Reeleito e Vida Pessoal». G1. 2014. Consultado em 10 de maio de 2015 
  2. «Único Petista». Rondonnoticias. 2016. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  3. a b «Gastos CNTU». CNTU. 2016. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  4. «Gastos com a população». Jornal A Tribuna. 2016. Consultado em 10 de dezembro de 2016 <
  5. «Perfil Marcus». ContilNet. 2016. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.