Marcus Ferreira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Marcus Ferreira
Marcus Ferreira, durante apresentação do samba-enredo da Renascer de Jacarepaguá, para o carnaval 2014.
Informações pessoais
Data de nasc. 28 de julho de 1984 (38 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro,  Brasil
Informações profissionais
Escola atual Viradouro
Escolas de samba
Anos Escolas
2009-2010
2011-2012
2013
2013
2013
2014
2016
2015
2017
2018
2018
2019
2020-2022
2023-
Moc. de Vicente de Carvalho
Estácio de Sá
Asa Norte
Rouxinóis
Jacarezinho
Renascer
Unidos da Vila Santa Tereza
Curicica
Império Serrano
Rocinha
Curicica
Inocentes
Viradouro
Mocidade Independente
Última atualização: segunda-feira, 05 de dezembro de 2022

Marcus Ferreira (Rio de Janeiro, 28 de Julho de 1984) é um dos jovens carnavalesco da nova geração do carnaval brasileiro, com diversas passagens no Carnaval Carioca. Campeão do carnaval carioca pela série a em 2017 pelo Império Serrano e em 2020 no grupo especial pela Unidos do Viradouro. Estará a frente do carnaval da Mocidade Independente de Padre Miguel para o carnaval de 2023.

Carreira[editar | editar código-fonte]

O Arquiteto, Design Gráfico e Carnavalesco Marcus Ferreira está no carnaval há mais de 20 anos e passou por diversas funções na execução dos desfiles das escolas de samba. No carnaval de 2009 teve a responsabilidade em desenvolver o carnaval da Mocidade de Vicente de Carvalho pela antiga série C, da Intendente Magalhães. A escola conquistou a terceira colocação e a ascensão aos desfiles da Marquês de Sapucaí. Para o carnaval de 2010 realizou o enredo ´´Bonecas: Impossível não se apaixonar por elas.``, conquistando diferentes premiações pertinentes ao enredo – a agremiação abriu os desfiles da antiga série B, e pela primeira vez se manteve no grupo alcançando a 8ª colocação daquele ano.

Para o carnaval de 2011 recebeu convite da tradicional Estácio de Sá – reconhecida como a primeira escola de samba do Brasil. Com o enredo ´´Rosas`` foi considerado a revelação artística do carnaval, e foi agraciado com melhor conjunto de fantasias e alegorias de distintas premiações do carnaval carioca.  No carnaval de 2012, permaneceu na agremiação em que desenvolveu o carnaval ´´Luma de Oliveira: Coração de um país em festa``, conquistando algumas notas máximas em seus quesitos.

Em 2013, recebeu convite do presidente Ivo Meirelles, da Estação Primeira de Mangueira conduziu o carnaval da Unidos do Jacarezinho pela Série A. Foi bicampeão do carnaval brasiliense pela Acadêmicos da Asa Norte com o enredo: ´´Acadêmicos da Asa Norte apresente: Um Chorinho bem brasileirinho``. No mesmo ano, assinou o carnaval da tradicional Os Rouxinóis, em que conquistou a terceira colocação do carnaval Uruguaianense.

´´Olhar caricato: Simplesmente, Lan!`` foi o tema desenvolvido na Série A para a Renascer de Jacarepaguá em 2014, em homenagem ao Cartunista Lan. Fez em 2016 pela União do Parque Curicica uma elogiada homenagem ao Teatro de Bonecos da Zona da Mata Pernambucana com o enredo: ´´Corações Mamulengos``.

Para o Carnaval de 2017 foi anunciado como novo carnavalesco do tradicional Império Serrano, conquistando o título para a escola da Serrinha que retornou ao Grupo Especial. Em 2018 assinou o carnaval da Acadêmicos da Rocinha com o enredo em homenagem ao Xilogravurista J. Borges e em 2019 o elogiado enredo ´´O Frasco do Bandoleiro``, pela Inocentes de Belford Roxo. No mesmo ano, retornou à União do Parque Curicica, pelo antigo Grupo B, conquistando o vice-campeonato para a escola de Jacarepaguá com o enredo: ´´O Reino está nú``.

Fez sua estreia no Grupo Especial no carnaval de 2020 pela Unidos do Viradouro em dupla com seu companheiro Tarcísio Zanon. Foram campeões quebrando uma regra dentre a história do carnaval, sendo segunda escola a desfilar no domingo. Com o enredo ´´Viradouro de Alma Lavada`` - ganharam todos os prêmios pertinentes à melhor enredo do Grupo Especial e foram escolhidos como a revelação do carnaval de 2020. Em 2022, após a pandemia da Covid-19, continuaram na Agremiação de Niterói com o premiado enredo ´´Não há tristeza que possa suportar com tanta alegria``, garantindo todas as notas máximas de seus quesitos, e conquistando a terceira colocação.

Recebeu convite da Mocidade Independente de Padre Miguel e assinará pela primeira vez, o carnaval da escola para 2023.

Desfiles assinados por Marcus Ferreira[editar | editar código-fonte]

Ano Escola Colocação Divisão Enredo
2009 Mocidade de Vicente de Carvalho 3º lugar Grupo Rio de Janeiro 2 Pelas ruas da cidade abram-alas pra Mocidade
2010 Mocidade de Vicente de Carvalho 9º lugar Grupo Rio de Janeiro 1 Bonecas: Impossível não se apaixonar por elas!
2011 Estácio de Sá 3º lugar Grupo A Rosas
2012 Estácio de Sá 7º lugar Grupo A Luma de Oliveira: Coração de um país em festa!
2013 Asa Norte Campeã Grupo Especial Acadêmicos da Asa Norte apresenta: Um chorinho bem brasileirinho
Rouxinóis 3º lugar Grupo Especial Uma Festa Nas Alturas
Jacarezinho 18º lugar Série A Puxador, não. Intérprete!
2014 Renascer 11º lugar Série A Olhar caricato: Simplesmente, Lan!
2016 Curicica 11º lugar Série A Corações Mamulengos
2017 Império Serrano Campeã Série A Meu Quintal é Maior do que o Mundo
2018 Rocinha 11° lugar Série A Madeira Matriz
Curicica 2º lugar Série B O Reino está nu!
2019 Inocentes 9º lugar Série A O Frasco do Bandoleiro - Baseado num causo com a Boca na Botija
2020 Viradouro Campeã Grupo Especial Viradouro de Alma Lavada
2022 Viradouro 3º lugar Grupo Especial Não há tristeza que possa suportar tanta alegria
2023 Mocidade Independete Grupo Especial

Premiações[editar | editar código-fonte]

Estandarte de Ouro

  1. 2020 - Melhor Enredo ("Viradouro de Alma Lavada") [1]

Referências

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Marcus Ferreira