Marcus Morris

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marcus Morris Sr.
Marcus Morris.jpg
Informações pessoais
Nome completo Marcus Thomas Morris Sr.
Data de nasc. 2 de setembro de 1989 (30 anos)
Local de nasc. Filadélfia, Estados Unidos
Altura 2,06 m
Peso 107 kg
Informações no clube
Clube atual Estados Unidos New York Knicks
Número 13
Posição Ala-pivô
Clubes de juventude
2008–2011 Estados Unidos Kansas
Clubes profissionais
Ano Clubes Partidas (pontos)
2011–2013
2012
2013–2015
2015–2017
2017–2019
2019–Presente
Estados Unidos Houston Rockets
Estados Unidos Valley Vipers
Estados Unidos Phoenix Suns
Estados Unidos Detroit Pistons
Estados Unidos Boston Celtics
Estados Unidos New York Knicks
71 (505)
- (-)
186 (1,772)
159 (2,236)
129 (1,782)
12 (186)

Marcus Thomas Morris Sr. (nascido em 2 de setembro de 1989) é um jogador de basquete profissional que joga como Ala-pivô no New York Knicks da National Basketball Association (NBA).

Morris jogou basquete universitário na Universidade do Kansas antes de ser selecionado como a 14º escolha geral pelo Houston Rockets no Draft da NBA de 2011.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Morris nasceu em Filadélfia, Pensilvânia, filho de Thomasine "Angel" Morris. Ele tem quatro irmãos: Donte, Blake, David e seu irmão gêmeo Markieff, que também joga na NBA.[1]

Considerado um recruta de quatro estrelas pela Rivals.com, Morris foi listado como o melhor Ala-pivô e o 29° melhor jogador do país em 2008.[2]

Carreira universitária[editar | editar código-fonte]

Morris frequentou a Universidade do Kansas, onde se formou em estudos americanos.[3] Ele foi nomeado o Jogador de Basquete Masculino do Ano da Conferência Big 12 em 2010-11. Ele também foi nomeado pro Segundo-Time All-American pela Associated Press e pela Associação Nacional de Treinadores de Basquetebol, e uma seleção para a Terceira-Equipe All-America pela Fox Sports.[4][5]

Morris e seu irmão assinaram com um agente esportivo de Los Angeles e anunciaram que entrariam no Draft da NBA de 2011.[6]

Carreira profissional[editar | editar código-fonte]

Houston Rockets (2011–2013)[editar | editar código-fonte]

Morris foi selecionado pelo Houston Rockets com a 14ª escolha geral no Draft da NBA de 2011, cinco minutos depois que seu irmão Markieff foi selecionado com a 13ª escolha pelo Phoenix Suns.

Ele foi mandado para o Rio Grande Valley Vipers da G-League em 2 de janeiro de 2012.[7] Em seu primeiro jogo na G-League em 6 de janeiro de 2012, Morris registrou 33 pontos e 16 rebotes em uma derrota por 105-103 para o Dakota Wizards.[8] Morris retornou aos Rockets em 16 de janeiro, foi transferido para os Valley Vipers em 3 de fevereiro e retornou aos Rockets novamente em 20 de fevereiro.[9]

Depois de uma lesão de Patrick Patterson, o técnico dos Rockets, Kevin McHale, chamou Morris para a equipe principal. Quando soube que ele seria titular, Morris pensou que McHale estava brincando, já que ele raramente jogava e se machucou durante a pré-temporada.[10] Durante o decorrer da temporada, Morris foi o reserva de Patterson e foi titular em 17 partidas enquanto Patterson estava lesionado. O seu arremesso de três pontos melhorou muito desde a sua temporada de estreia, mais do que triplicando a percentagem de 12% para 38%.

Phoenix Suns (2013–2015)[editar | editar código-fonte]

Em 21 de fevereiro de 2013, Morris foi negociado com o Phoenix Suns, reunindo-o com seu irmão gêmeo.[11][12] Um dia depois, ele jogou seu primeiro jogo com seu irmão nos últimos 6 minutos de derrota para o Boston Celtics, onde ele registrou 7 pontos, 2 roubos de bola e um rebote, apesar de não ter tido nenhum treinamento com o elenco antes do jogo. Isso marcou a segunda vez que irmãos gêmeos jogaram pelo mesmo time da NBA; Dick e Tom Van Arsdale também jogaram juntos pelos Suns durante a temporada 1976-1977.[13]

Em 1 de março de 2013, Morris marcou 16 pontos para ajudar os Suns a derrotar o Atlanta Hawks por 92-87. Ele passou a ser titular ao lado de Markieff em 10 de março de 2013 contra seu ex-time, Houston Rockets, que fez os gêmeos Morris o primeiro conjunto de irmãos gêmeos a serem titular pelo mesmo time da NBA.

Em 29 de setembro de 2014, Morris assinou uma extensão de contrato com os Suns.[14] Na abertura da temporada 2014–15, Morris registrou 21 pontos na vitória por 119-99 sobre o Los Angeles Lakers.[15] Durante o jogo contra o Minnesota Timberwolves, em 7 de janeiro, Morris recebeu uma falta técnica. Suas outras "travessuras" durante essa temporada levaram o AZCentral.com a rotulá-lo como um dos maiores vilões de esportes do Arizona.[16]

Em 6 de fevereiro de 2015, Morris registrou seu primeiro duplo-duplo da carreira, com 34 pontos e 12 rebotes na vitória por 100-93 sobre o Utah Jazz.[17] Seu duplo-duplo vindo do banco o marcou como apenas o segundo jogador depois de Brook Lopez a gravar um jogo de 30 pontos e 10 rebotes vindo do banco.[18] Em um jogo de 22 de março contra o Dallas Mavericks, os gêmeos Morris tiveram duplos-duplos no mesmo jogo pela primeira vez em suas carreiras profissionais.[19]

Detroit Pistons (2015–2017)[editar | editar código-fonte]

Morris lutando pela bola com seu irmão Markieff Morris do Washington Wizards.

Em 9 de julho de 2015, Morris foi negociado para o Detroit Pistons, junto com Reggie Bullock e Danny Granger, em troca de uma escolha de Draft na segunda rodada em 2020.[20]

Ele fez sua estréia pelos Pistons em 27 de outubro de 2015 contra o Atlanta Hawks. Em 37 minutos de ação como titular, ele registrou 18 pontos e 10 rebotes na vitória por 106-94.[21] Em 1º de abril de 2016, ele marcou 31 pontos em uma derrota por 98-89 para o Dallas Mavericks.

Os Pistons terminaram a temporada regular como a oitava melhor campanha na Conferência Leste com um recorde de 44-38, ganhando uma vaga nos playoffs pela primeira vez desde 2009. Em sua primeira rodada contra o Cleveland Cavaliers, os Pistons foram varridos por 4-0.

Em 3 de fevereiro de 2017, Morris marcou 36 pontos em uma vitória por 116-108 sobre o Minnesota Timberwolves.[22] Em 28 de fevereiro, Morris fez 37 pontos em uma vitória por 120-113 sobre o Portland Trail Blazers.[23]

Boston Celtics (2017–2019)[editar | editar código-fonte]

Em 7 de julho de 2017, Morris foi negociado para o Boston Celtics em troca de Avery Bradley e uma escolha de segunda rodada do Draft de 2019.[24]

Em 31 de março de 2018, ele marcou 25 pontos na vitória por 110-99 sobre o Toronto Raptors. Foi o seu quarto jogo consecutivo com pelo menos 20 pontos.[25]

New York Knicks (2019 – Presente)[editar | editar código-fonte]

Em 16 de julho de 2019, Morris assinou com o New York Knicks.[26]

Estatísticas na NBA[editar | editar código-fonte]

LEGENDA
 PJ  Partidas jogadas  PI  Partidas iniciadas  MPJ  Minutos por jogo  AP  Arremessos de quadra (%)
 3P  Arremessos de 3 pontos (%)  LL  Lances-livre (%)  RT  Rebotes por jogo  AS  Assistências por jogo
 BR  Roubos de bola por jogo  TO  Tocos por jogo  PPJ  Pontos por jogo  Negrito  Melhor da carreira

Temporada regular[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe PJ PT MPJ AP 3P LL RT AS BR TO PPJ
2011–12 Houston 17 0 7.4 .296 .118 .750 .9 .2 .1 .1 2.4
2012–13 Houston 54 17 21.4 .428 .381 .653 4.1 .9 .5 .3 8.6
2012–13 Phoenix 23 6 16.1 .405 .308 .405 2.5 .7 .8 .2 5.7
2013–14 Phoenix 82 1 22.0 .442 .381 .761 3.9 1.1 .9 .2 9.7
2014–15 Phoenix 81 35 25.2 .434 .358 .628 4.8 1.6 .8 .2 10.4
2015–16 Detroit 80 80 35.7 .434 .362 .749 5.1 2.5 .8 .3 14.1
2016–17 Detroit 79 79 32.5 .418 .331 .784 4.6 2.0 .7 .3 14.0
2017–18 Boston 54 21 26.8 .429 .368 .805 5.4 1.3 .6 .2 13.6
2018–19 Boston 75 53 27.9 .447 .375 .844 6.1 1.5 .6 .3 13.9
Carreira 545 292 26.5 .431 .360 .747 4.6 1.5 .7 .3 11.5

Playoffs[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe PJ PT MPJ AP 3P LL RT AS BR TO PPJ
2016 Detroit 4 4 36.0 .468 .389 .870 3.3 2.5 .5 .0 17.8
2018 Boston 19 4 29.6 .368 .417 .712 5.4 1.1 .4 .3 12.4
Carreira 23 8 30.7 .385 .411 .756 5.0 1.3 .4 .2 13.3

Fonte:[27]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Morris é sete minutos mais novo que seu irmão gêmeo idêntico, Markieff. Ele é fã do time de Futebol americano da sua cidade natal, o Philadelphia Eagles, enquanto Markieff torce pelo rival Dallas Cowboys.[28] Seus apelidos são "Mook" e "Flask Dad".[29] Morris e sua namorada Amber Soulds deram à luz um filho em 2018.[30]

Os irmãos Morris e seus ex-companheiros Goran e Zoran Dragić jogaram brevemente nos Suns durante o quarto quarto da vitória do time em 2 de janeiro de 2015 sobre o Philadelphia 76ers. Marcou a primeira vez na história da NBA que dois pares de irmãos estavam na quadra na mesma equipe ao mesmo tempo.[31]

Em 26 de fevereiro de 2012, depois de assistir ao jogo de basquete entre Kansas e Missouri, o estado do Kansas apresentou acusações contra Morris e Julius K. Harris, por socar um funcionário da Cave, um bar e boate em Lawrence, Kansas. Morris e Harris entraram em um acordo, com Morris pagando uma taxa de US $ 300, US $ 60 em custas judiciais e concordando em não entrar em contato com a vítima ou a boate por um ano.[32]

Em 24 de janeiro de 2015, Marcus e Markieff Morris estavam envolvidos em dois casos de assalto, quando cinco homens diferentes (incluindo os gêmeos e o ex-Safety do Baltimore Ravens, Gerald Bowman) agrediram Eric Hood de 36 anos fora do Centro de Recreação Nina Mason Pulliam em Phoenix, Arizona.[33][34] Os irmãos atacaram Hood por "enviar uma mensagem de texto imprópria" para sua mãe. O julgamento terminou em 3 de outubro de 2017, com os gêmeos e Gerald Bowman sendo considerados inocentes e o acusado Julius Kane e Christopher Melendez Jr. confessando sua culpa em setembro de 2017. Apesar da resolução, o incidente foi considerado um catalisador para a saida dos Suns para os Pistons em 9 de julho de 2015.[35]

Títulos e Homenagens[editar | editar código-fonte]

Universidade de Kansas[editar | editar código-fonte]

  • Segundo-Time All-American (2011)
  • Jogador do Ano da Big 12 (2011)
  • Primeira-Equipe da Big 12 (2011)
  • Time de novatos da Big 12 (2009)

Referências

  1. «Player Bio: Marcus Morris - KANSAS OFFICIAL ATHLETIC SITE». web.archive.org. 3 de setembro de 2011. Consultado em 20 de abril de 2019 
  2. «Rivals». n.rivals.com. Consultado em 20 de abril de 2019 
  3. «Player Bio: Marcus Morris - KANSAS OFFICIAL ATHLETIC SITE». web.archive.org. 3 de setembro de 2011. Consultado em 20 de abril de 2019 
  4. «Jeff Goodman's 2010-11 All-America teams - College Basketball News | FOX Sports on MSN». web.archive.org. 1 de fevereiro de 2014. Consultado em 20 de abril de 2019 
  5. Staff, J.-W.; Reports, Wire (29 de março de 2011). «Marcus Morris tapped 2nd-team All-America». KUsports.com (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  6. Reports, J.-W. Staff (7 de abril de 2011). «Morris twins sign with agent, will declare for draft». KUsports.com (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  7. January 2, Jonathan Feigen on; PM, 2012 at 9:46 (3 de janeiro de 2012). «Rockets to send first-round draft pick Marcus Morris to D-League». Ultimate Rockets (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  8. Williams, Clay (7 de janeiro de 2012). «Marcus Morris impresses in 1st D-League game». KGBT. Consultado em 20 de abril de 2019 
  9. «Marcus Morris recalled from D-League; Cole Aldrich replaces Nick Collison for a night | 'Hawks in the NBA». KUsports.com (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  10. October 31, Jonathan Feigen on; PM, 2012 at 6:23 (31 de outubro de 2012). «Marcus Morris gets starting nod in place of injured Patterson». Ultimate Rockets (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  11. «Suns Acquire Marcus Morris». Phoenix Suns (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  12. «Morris twins united after Suns, Rockets deal». ESPN.com (em inglês). 21 de fevereiro de 2013. Consultado em 20 de abril de 2019 
  13. Info, ESPN Stats & (8 de março de 2013). «Morris twins started for Suns tonight...first twins to start for a team in NBA history.». @ESPNStatsInfo (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  14. «Suns Sign Marcus and Markieff Morris to Extensions». Phoenix Suns (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  15. «Lakers at Suns». NBA.com (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  16. «The 10 biggest villains in Arizona sports». azcentral (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  17. «Jazz at Suns». NBA.com (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  18. «Phoenix Suns down Utah Jazz on strength of Marcus Morris' 34 points». azcentral (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  19. «Wayback Machine» (PDF). web.archive.org. 26 de abril de 2015. Consultado em 20 de abril de 2019 
  20. «Detroit Pistons Acquire Marcus Morris, Reggie Bullock And Danny Granger From Phoenix». Detroit Pistons (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  21. «Pistons vs Hawks». NBA.com (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  22. «Timberwolves vs. Pistons - Game Recap - February 3, 2017 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  23. «Trail Blazers vs. Pistons - Game Recap - February 28, 2017 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  24. «Boston Celtics Acquire Marcus Morris». Boston Celtics (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  25. «Raptors vs. Celtics - Game Recap - March 31, 2018 - ESPN». ESPN.com (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  26. «New York Knicks Sign Reggie Bullock and Marcus Morris». New York Knicks (em inglês). Consultado em 18 de julho de 2019 
  27. «Official NBA bio of Marcus Morris». NBA.com (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  28. «Q&A With Marcus Morris». Houston Rockets (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  29. «Morris Twins Get Fan-Decided Tattoos». Phoenix Suns (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  30. «Celtics' Marcus Morris welcomes newborn son, predicts he'll make the Hall of Fame». UPI (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  31. «76ers at Suns». NBA.com (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  32. Diepenbrock, George (4 de maio de 2012). «Ex-KU basketball player Marcus Morris enters diversion agreement for battery charge». KUsports.com (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  33. «Suns' Morris twins charged with felony assault». ESPN.com (em inglês). 21 de abril de 2015. Consultado em 20 de abril de 2019 
  34. «Opening statements begin Monday for ex-Suns players' in assault case». azcentral (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019 
  35. «Markieff Morris reacts to Suns trade of Marcus Morris». azcentral (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2019