Marcus Pestana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marcus Pestana
Deputado Federal de Minas Gerais
Período 1º de fevereiro de 2011
até atualidade
(2 mandatos consecutivos)
Vereador de Juiz de Fora
Período 1983 a 1988
Dados pessoais
Nascimento 13 de junho de 1960 (59 anos)
Juiz de Fora, MG
Partido PSDB
Profissão Economista
linkWP:PPO#Brasil

Marcus Vinícius Caetano Pestana da Silva (Juiz de Fora, 13 de junho de 1960) é um político brasileiro, filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) do estado de Minas Gerais.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi vereador de Juiz de Fora. Atualmente é deputado federal por Minas Gerais, eleito para a Legislatura de 2011 a 2015. Foi eleito deputado estadual em 2006. Ficou afastado da Assembleia no período de 2 de fevereiro de 2007 a 9 de outubro de 2008 e no período de 28 de outubro de 2008 a 27 de janeiro de 2010, quando ocupou o cargo de Secretário de Estado da Saúde. [1]

Marcus Pestana é deputado federal e foi presidente PSDB-MG (2011 a 2013).

Foi eleito em 2013 pela revista Veja como o segundo melhor deputado federal da Câmara dos Deputados do Brasil.[2]

Em 2014 foi reeleito deputado federal, para a 55.ª legislatura (2015-2019). Votou a favor do processo de impeachment de Dilma Rousseff.[3] Posteriormente, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.[3] Em abril de 2017 votou a favor da Reforma Trabalhista.[3][4] Em agosto de 2017 votou contra o processo em que se pedia abertura de investigação do então Presidente Michel Temer, ajudando a arquivar a denúncia do Ministério Público Federal.[3][5]

Referências

  1. ALMG Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais
  2. http://veja.abril.com.br/multimidia/infograficos/os-melhores-senadores-e-deputados-em-2013 Arquivado em 2 de dezembro de 2016, no Wayback Machine..
  3. a b c d G1 (2 de agosto de 2017). «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». Consultado em 11 de outubro de 2017 
  4. Redação (27 de abril de 2017). «Reforma trabalhista: como votaram os deputados». Consultado em 18 de setembro de 2017 
  5. Carta Capital (3 de agosto de 2017). «Como votou cada deputado sobre a denúncia contra Temer». Consultado em 18 de setembro de 2017