Marechal de França

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Bastonete moderno de Marechal de França

Marechal de França (francês: Maréchal de France) era o título dado em França ao mais alto comandante das forças armadas reais. Era um título simultaneamente militar e honorífico.

Seis "Marechais de França" receberam um título ainda maior, Marechal-general da França: Biron, Lesdiguières, Turenne, Villars, Maurício da Saxônia e Soult.

Marechal do Império[editar | editar código-fonte]

Até à Revolução francesa, a designação do título era "Marechal da França". Com a Revolução, foram abolidas várias designações do Antigo Regime. Em 1804, o senado-consulado de 18 de Maio de 1804, recupera o título sob a designação de "Marechal do Império", e atribuí-o a quatorze generais e quatro senadores, por recompensa pelo seu talento e serviços prestados. No entanto, para não ultrapassar o número máximo de dezesseis marechais em atividade, alguns deles prescindem do título. Apenas em 1809: Louis-Alexandre Berthier virou vice-condestável do Império, Jean-Baptiste Jourdan foi nomeado chefe de Estado-Maior, Joaquim Murat foi nomeado rei de Nápoles e Jean Lannes morreu. No ano seguinte, João Batista Bernadotte foi eleito Príncipe Herdeiro da Suécia.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.