Margarida Mano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Margarida Mano
Margarida Mano
Ministro(a) de Educação e Ciência de Portugal Portugal
Período 30 de outubro de 2015
26 de novembro de 2015
Antecessor Nuno Crato
Sucessor Tiago Brandão Rodrigues, no Ministério da Educação e Manuel Heitor, no MCTES
Dados pessoais
Nascimento 3 de dezembro de 1963 (55 anos)
Coimbra
Partido Independente
Profissão Professora

Margarida Isabel Mano Tavares Simões Lopes (Coimbra, 3 de dezembro de 1963) é uma professora portuguesa, tendo sido Ministra da Educação e Ciência do XX Governo Constitucional de Portugal.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Margarida Mano foi eleita deputada da Assembleia da República nas eleições legislativas de 2015. De Março de 2011 a Setembro de 2015 foi Vice-Reitora da Universidade de Coimbra, responsável pelos pelouros do Planeamento Estratégico, Financeiro e da Ação Social.

É doutorada em Gestão pela Universidade de Southampton (Reino Unido), mestre e licenciada em Economia pela Universidade de Coimbra e docente na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra desde 1986, nas áreas de Economia e de Gestão (gestão estratégica, avaliação institucional e gestão da qualidade).

Iniciou a sua carreira profissional na Banca em 1987, tendo depois exercido funções de gestão universitária como Administradora (1996-2009) e Pró-Reitora (2009-2011) da Universidade de Coimbra.

Especialista do European Foundation for Quality Management (EFQM) para o Ensino, tem participado em diversos projetos de benchmarking e redes de cooperação Internacional no âmbito da Administração Pública, em particular do Ensino Superior, no âmbito da European Universities Association, nomeadamente o projeto European Universities Implementing their Modernisation Agenda (EUIMA); Transparent Costing in European Higher Education Institutions (IES/TCE); Define (Governance, Autonomy and Funding) e enquanto Membro do Comité Internacional de Avaliação do Observatório de Boas Práticas em Direção Estratégica no Ensino Superior da Rede Telescopi.

A nível nacional foi responsável por projetos de mudança organizacional, cujo desenvolvimento facilitou práticas colaborativas e de transparência da administração de mérito reconhecido, de que são exemplo a primeira certificação ISO de uma Administração de uma Universidade Pública em Portugal e projetos premiados na 2.ª (2003) e 5.ª (2007) edições do Prémio de Boas Práticas na Administração Pública e uma Menção Honrosa - Prémio Excelência do IPQ PEX-SPQ (2004). Desenvolveu ainda colaborações com Escolas enquanto perita externa de Agrupamentos de Escolas, nomeadamente no âmbito do Projeto Educativo Programa de Territórios Educativos de Intervenção Prioritária (TEIP II) – Trabalho, Engenho, Inclusão e Progresso.

É membro fundador da Rede dos Administradores Universitários Ibero-Americanos (RAUI), da Heads of University Management and Administrators Network in Europe (Humane) e da Associação Fórum da Gestão do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa (Forges) cuja Direção integra. É também autora de várias publicações (livros e artigos) no âmbito da Gestão do Ensino Superior.

[2]

Publicações[editar | editar código-fonte]

Mano, M – Redes internacionais de ensino superior em língua portuguesa e especialização inteligente. In: Cabrito, Belmiro; Castro, Alda; Cerdeira, Luísa; Chaves, Vera Jacob (orgs.). (2014) - Os desafios da expansão da educação em países de língua portuguesa: financiamento e internacionalização. Lisboa: EDUCA, 2014. pp. 67-80

Pedrosa, J., Santos, H., Mano, M., & Gaspar, T. (2014) - Governança da educação superior em Portugal – contextos e experiências recentes. Revista FORGES/Fórum da Gestão do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa. Vol. 1 (n.º 1), 2014. pp. 87-107. ISSN 2183-2722

Pedrosa, J. (coord), Santos, H., Mano, M., & Gaspar, T. (2013). Novo modelo de Governança e Gestão das Instituições de Ensino Superior em Portugal. Análise dos Usos do modelo em Instituições Públicas. Lisboa: CNE.

Mano, M., &  Marques, M.C. (2012). Novos modelos de governo na Universidade Pública em Portugal e competitividade. Revista de Administração Pública, 46(3), 721-736. – ISSN 0034-7612.

Marques,M.C.& Mano, M. (2012).The process of evaluation and accreditation of higher education courses in Portugal: Analysis of the impacts arising from the preliminary accreditation. Journal of US-China Public Administration, 9(3), 303-315, March 2012, ISSN 1548-6591.

Mano, M. (2012) “Strategic Planning: Competing for the Future” Society for College and University Planning, SCUP-47: Make no Isolated plans – integrated planning for educational quality. July, Chicago.

Mano, M. (2012)The governance models in the Public University in Portugal". Perspectives: Policy and Practice in Higher Education, ISSN1360-3108.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Precedido por
Nuno Crato
Ministra da Educação e Ciência
XX Governo Constitucional de Portugal
30 de outubro de 201526 de novembro de 2015
Sucedido por
Tiago Brandão Rodrigues
(como ministro da Educação)
Manuel Heitor
(como ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior)