Margem esquerda da Ucrânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Лівобережна Україна
Margem esquerda da Ucrânia
Região do(a) República das Duas Nações, Czarado da Rússia, Império Russo
1663–1775

Ukraine-Livoberezzhya.png
Margem esquerda da Ucrânia sobre um mapa atual da Ucrânia
Atualmente parte de Ucrânia, Rússia

Governo Hetmanato
Líder Hetman

Margem esquerda da Ucrânia (em ucraniano: Лівобережна Україна; em russo: Левобережная Украина; em polonês/polaco: Lewobrzeżna Ukraina) é um nome histórico da parte da Ucrânia na margem esquerda (leste) do rio Dniepre, constituída das regiões modernas de Chernigov, Poltava e Sumy, bem como as partes orientais de Kiev e Tcherkássi.

O termo surgiu em 1663 com a eleição de Ivan Bryukhovetsky como o hetman da Ucrânia em oposição a Pavlo Teteria. Bryukhovetsky foi o primeiro hetman conhecido da "margem esquerda da Ucrânia", governando a área sob influência russa.

Até meados do século XVII a área pertencia à República das Duas Nações, e desde o Tratado de Pereslávia de 1654, além de sua parte sul (parte de Taurida), caiu sob controle russo, depois reafirmado no Tratado de Andrusovo (1667) e do Tratado de Paz Eterna (1686) entre a República das Duas Nações e o Czarado da Rússia. Sob o domínio russo, a margem esquerda da Ucrânia desfrutou inicialmente de um grau de autonomia dentro do czarado (e a partir de 1721, do Império Russo) como o hetmanato cossaco, que foi lentamente retirado ao longo do século XVIII quando o Sich de Zaporózia foi destruído.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Orest Subtelny; History; University of Toronto Press; 2000.