Mariópolis (Rio de Janeiro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para município paranaense, veja Mariópolis.

Mariópolis é um sub-bairro de classe média-baixa da Zona Norte do cidade do Rio de Janeiro, na divisa com Nilópolis. Oficialmente faz parte de Anchieta,[1] que pertence à XXII Administração Regional.

História[editar | editar código-fonte]

Mariópolis situa-se a oeste do bairro de Anchieta e fazia parte das terras da antiga Fazenda Sapopemba, que englobava as terras que hoje são Parque Anchieta e o Campo de Gericinó. Pouco se sabe sobre como nasceu e cresceu a comunidade, porém há relatos de que séculos atrás a maior parte da vila pertencia a um antigo cemitério de indígenas (Curiosamente, suas ruas foram batizadas por nomes de índios, como Cierê, Aiacá, Juarana, Jaruvá e a Rua Itajobi, via principal da comunidade). A região abriga também favelas como a comunidade do Az de ouro, Morro do Tatão e Beira Rio.

É predominantemente residencial, com comércios básico como padarias, academias, mercados, além de possuir Igrejas, escolas, praças e áreas de lazer.

Transporte[editar | editar código-fonte]

É referência em transporte da região "do outro lado da linha do trem" (a parte esquerda do ramal Japeri), a vila abrigava o ponto final das linhas de ônibus com destino a Anchieta, Parque Anchieta e Ricardo de Albuquerque. Com o tempo, as linhas expandiram seus pontos para ruas além Mariópolis (como 624 e 723 para o Parque Anchieta e 386 para a região central de Anchieta); todavia continuam exibindo o nome da comunidade nas vistas dos ônibus.[2]

Os moradores tem como principal transporte o ônibus. Todas as linhas atendem uma grande demanda centrada na região, como 386 (Anchieta/Mariópolis x Passeio) única linha com destino ao centro da cidade, o Shopping Jardim Guadalupe e vários pontos da Avenida Brasil. A dupla 624 e 723 (Praça da Bandeira e Cascadura, respectivamente) apesar de serem da mesma empresa, fazem caminhos diferentes para a estação de trem de Anchieta e ligam a região para o subúrbio carioca, como Madureira, Avenida Suburbana e Tijuca. A linha 540 (Nova Iguaçu x Ricardo de Albuquerque) é uma das principais linhas por ser a única a ligar a região para a baixada fluminense, junto com a sua parcial até Nilópolis, 547. Já a 795 (Pavuna x Sulacap), é uma variante da 793 que passa pela comunidade e tem dupla função, ligando o outro lado de Anchieta e o bairro da Pavuna junto com a outra ponta que liga a Vila Militar e o Terminal Sulacap. A região também já possuiu linhas para a Cidade Universitária, Penha, Austin e Castelo, com ônibus executivos.

Além do ônibus, também tem a opção de trem na Estação Anchieta a 2 km da Mariópolis. Também conta com os famosos mototáxis, táxi e uber.

Referências

  1. Jus Brasil (10 de Agosto de 2010). «STJ - Inteiro Teor. MEDIDA CAUTELAR MC 15489 RJ 2009/007091...». Consultado em 7 de julho de 2011 
  2. Eidler (5 de março de 2010). «O trauma de morar em Mariópolis». Consultado em 7 de julho de 2011