Maria Guilhermina de Oliveira Pena

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Guilhermina Pena
6.ª Primeira-dama do Brasil
Período 15 de novembro de 1906
até 14 de junho de 1909
Antecessor Marieta Alves
Sucessor Anita Peçanha
3.ª Segunda-dama do Brasil
Período 17 de junho de 1903
até 15 de novembro de 1906
Antecessor Amélia Pereira
Sucessor Anita Peçanha
Dados pessoais
Nascimento 21 de junho de 1857
Barbacena, Minas Gerais
Morte 14 de julho de 1929 (72 anos)
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileira
Cônjuge Afonso Pena (1875–1909)

Maria Guilhermina de Oliveira Pena (Barbacena, 21 de junho de 1857Rio de Janeiro, 14 de julho de 1929) foi a primeira-dama do Brasil durante a presidência de seu marido Afonso Pena, entre 1906 e 1909.

Filha do comendador João Fernandes de Oliveira Pena e Irmã do Visconde de Carandaí, Maria Guilhermina casou-se com Afonso Augusto Moreira Pena em 23 de janeiro de 1875. Tiveram doze filhos, entre os quais Afonso Pena Júnior.

As antecessoras de D.ª Maria Guilhermina, como primeiras-damas do país, foram duas filhas de Rodrigues Alves, Catita (até 1904) e Marieta, porque ele já era viúvo durante seu mandato.

Cartas de amor[editar | editar código-fonte]

As cartas de amor que Afonso Pena enviava à esposa revelam que o casamento era feliz:

Referências

  1. «Carta de Afonso Pena». Consultado em 29 de junho de 2008 

Ver também[editar | editar código-fonte]


Precedida por:
Marieta Alves
Primeira-dama do Brasil
1906 — 1909
Sucedida por:
Anita Peçanha