Maria Júlia da Conceição Nazaré

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Maria Júlia da Conceição Nazaré, ( ? - Salvador, 1910) Iyalorixá do Candomblé que após uma disputa pelo cargo da Casa Branca do Engenho Velho saiu dessa casa e em 1849 fundou o Ilê Iya Omin Axé Iyamassê (Terreiro do Gantois)[1].

A disputa pelo Engenho Velho[editar | editar código-fonte]

Iyá Nassô uma das fundadoras do Ilè Asé Airá Intilè também chamado de Candomblé da Barroquinha, localizado no bairro da Barroquinha, depois Ilé Iya Nassô Oká, foi sucedida por Iyá Marcelina. Após a morte desta, duas das suas filhas, Maria Júlia da Conceição e Maria Júlia Figueiredo, disputaram a chefia do candomblé, cabendo à Maria Júlia Figueiredo que era a substituta legal (Iyá Kekeré) tomar a posse de Iyálorixá do Terreiro. Maria Júlia da Conceição afastou-se com as demais discidentes e fundaram o (Terreiro do Gantois).[2]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Maria Aparecida Schumaher (2000). Dicionário mulheres do Brasil: De 1500 até a atualidade. Rio de Janeiro.: ZAHAR. 522 páginas. ISBN 85-7110-573-1 

Ver também[editar | editar código-fonte]