Maria Joana Batista de Saboia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Maria Joana Batista
Mademoiselle de Nemours
Retrato de autoria desconhecida no Palazzo Madama e Casaforte degli Acaja.
Rainha titular do Chipre
Reinado 10 de maio de 166512 de junho de 1675
Condessa de Genebra
Reinado 16591724
Duquesa de Aumale
Reinado 16591686
Duquesa de Saboia
Regente de Saboia
Reinado 20 de maio de 166512 de junho de 1675 (duquesa)
12 de junho de 167514 de março de 1684 (regente)
 
Cônjuge Carlos Emanuel II, Duque de Saboia
Descendência Vítor Amadeu II da Sardenha
Casa Casa de Saboia
Nascimento 11 de abril de 1644
  Hôtel de Nemours, Paris, França
Morte 15 de março de 1724 (79 anos)
  Palazzo Madama e Casaforte degli Acaja, Turim, Itália
Enterro Sacra di San Michele, Vale de Susa, Itália
Pai Carlos Amadeu de Saboia-Nemours
Mãe Isabel de Bourbon
Religião Catolicismo

Maria Joana Batista de Saboia (em francês: Marie-Jeanne-Baptiste; Paris, 11 de abril de 1644Turim, 15 de março de 1724), foi Condessa de Genebra entre 1659 a 1724 e Duquesa de Aumale de 1659 a 1686. Era membro dos Saboia-Nemours, um ramo da Casa de Saboia, sendo filha de Carlos Amadeu de Saboia-Nemours, Duque de Genebra, de Nemours e de Aumale, e de Isabel de Bourbon.

Família[editar | editar código-fonte]

Bisneta de Henrique IV da França por parte de César de Bourbon, Duque de Vendôme, filho ilegítimo do rei, ela era aparentada à família real, mas também à Casa de Lorena e à Casa de Valois enquanto descendente de Filipe-Emanuel de Lorena, Duque de Mercoeur, irmão da raínha Luísa de Lorena-Vaudémont.

Teve vários irmãos e irmãs mas só uma sobreviveu, Maria Francisca de Saboia-Nemours, que veio a ser rainha de Portugal. O seu pai morreu muito jovem num duelo com o cunhado, quando ela tinha 8 anos. A sua mãe morreu quando ela tinha 18, pelo que foi a avó, Francisca da Lorena que se ocupou delas.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Casou em Turim, em 1665, com Carlos Emanuel II de Saboia e Príncipe do Piemonte.

Em 1686 vende o ducado de Aumale a Luis Augusto de Bourbon, duque de Maine, filho bastardo, mas legitimado por Luís XIV de França e Madame de Montespan.

Monograma real da duquesa de Saboia

O seu filho, o duque de Saboia, torna-se rei pelo Tratado de Utrecht com o nome de Vítor Amadeu II e também soberano do Reino da Sardenha, e os seus bisnetos reinam na frança, Luís XV de França e em Espanha Luís I de Espanha.

Por respeito a corte da Saboia chamava-a Madame Royale (Madame Real).


Precedida por:
Francisca Madalena de Orleães
Duquesa de Saboia
Arms of Marie Jeanne of Savoy (1644-1724), Duchess of Savoy.jpg

20 de maio de 166512 de junho de 1675
Sucedida por:
Ana Maria de Orleães
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Maria Joana Batista de Saboia

Ver também[editar | editar código-fonte]