Maria Lúcia Dal Farra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Maria Lúcia Dal Farra
Nascimento 14 de outubro de 1944 (75 anos)
Botucatu
Nacionalidade Brasil Brasileira
Ocupação Poetisa e professora universitária
Principais trabalhos Alumbramentos
Prémios Prémio Jabuti (2012)

Maria Lucia Dal Farra (Botucatu, 14 de outubro de 1944) é uma poeta brasileira[1].

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ensinou Literatura Portuguesa na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas na Universidade de São Paulo onde, em 1973, obteve o grau de mestre com a tese O Discurso à procura do Discurso: Estudo dos Romances de Primeira Pessoa de Vergílio Ferreira. Preparou a tese de doutoramento sobre A Poética de Herberto Helder. É professora de Literatura Portuguesa da Universidade Federal de Sergipe[2].

Ganhou o 54º Prêmio Jabuti por seu livro Alumbramentos[3].

Obras[editar | editar código-fonte]

  • 1994 - Livro de Auras (Iluminuras)
  • 2002 - Livro de Possuídos (Iluminuras)
  • 2012 - Alumbramentos (Iluminuras)
  • 2017 - Terceto para o fim dos tempos (Iluminuras)

Contos e crônicas[editar | editar código-fonte]

  • 2005 - Inquilina do Intervalo (Iluminuras)

Crítica literária[editar | editar código-fonte]

  • 1978 - O Narrador Ensimesmado (Ática)
  • 1994 - A Alquimia da Linguagem (Imprensa Nacional/Casa da Moeda, Lisboa)

Referências

  1. Maria Lucia Dal Farra. Jornal de Poesia
  2. Revista COLÓQUI/Letras n.º 21 (Setembro de 1974), Novos colaboradores.
  3. Maria Lúcia Dal Farra vence o Prêmio Jabuti. Universidade Federal de Sergipe, 19 de outubro de 2012

Ligações externas[editar | editar código-fonte]