Maria Sylvia Zanella di Pietro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Maria Sylvia Zanella di Pietro (17 de junho de 1943)[1], é uma escritora e professora brasileira, tendo sido Procuradora do Estado de São Paulo. Atualmente é professora titular de Direito Administrativo da Universidade de São Paulo, onde conseguiu seus títulos de Mestre e doutor, orientada por José Cretella Júnior.

Foi chefe do Departamento de Direito do Estado da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (2006) e integrou a comissão de juristas que elaborou a lei de normas gerais de processo administrativo da União Federal (Brasil).

Livros[editar | editar código-fonte]

Autora de diversos livros, com destaque para os seguintes:

  • Servidão administrativa. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1978. 167 p.
  • Uso privativo de bem público por particular. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1983. 139 p.
  • Do direito privado na administração pública. São Paulo: Atlas, 1989. 175 p.
  • Direito administrativo. São Paulo: Atlas, 1990. Atualmente em 25 ed, 2012. 931 p.
  • Discricionariedade administrativa na Constituição de 1988. São Paulo: Atlas, 1991. 180 p.
  • Temas polêmicos sobre licitações e contratos. São Paulo: Malheiros, 1994. 169 p. (em co-autoria)
  • Parcerias na administração pública: concessão, permissão, franquia, terceirização e outras formas. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1997. 215 p.
  • Estatuto da cidade: comentários à Lei Federal 10.257/2001. São Paulo: Malheiros, 2002. 440 p. (em co-autoria)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências