Maria Valéria Rezende

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Maria Valéria Rezende
Nascimento 1942 (78 anos)
Santos
Cidadania Brasil
Alma mater Universidade de Nancy, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Universidade Federal da Paraíba
Ocupação escritora, romancista
Prêmios Prêmio Jabuti, Prêmio Casa de las Américas
Movimento estético pós-modernismo

Maria Valéria Rezende (Santos, 1942) é uma escritora brasileira.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Integrou a direção nacional da Juventude Estudantil Católica e, após o golpe de 1964, abrigou na sua casa militantes que lutavam contra o regime militar. Entrou para a Congregação de Nossa Senhora - Cônegas de Santo Agostinho em 1965.[2]

Graduou-se em Língua e Literatura Francesa pela Universidade de Nancy e em Pedagogia pela PUC-SP. Fez mestrado em Sociologia na Universidade Federal da Paraíba. Na década de 1960 começou a trabalhar com educação popular, atuando em diferentes regiões do país e em todos os continentes, em programas de formação de educadores. Viveu no sertão de Pernambuco em em Recife/Olinda de dezembro de 1972 a 1976. Mudou-se para a Paraíba em 1976, morando no Brejo Paraibano e, desde 1988, em João Pessoa.

Publicou vários livros e artigos de não ficção.

Estreou na literatura em 2001, com o livro Vasto Mundo. Ganhou o Prêmio Jabuti de 2009 na categoria literatura infantil com No risco do caracol, em 2013, categoria juvenil, com Ouro dentro da cabeça e em 2015 nas categorias romance e Livro do Ano de Ficção, com Quarenta dias.[3]

Em janeiro de 2017, recebeu o Prémio Casa de las Américas pelo livro Outros Cantos, e, pelo mesmo romance, ganhou o Prêmio São Paulo de Literatura e o terceiro lugar no Prêmio Jabuti em novembro de 2017.[4]

É uma das idealizadoras do coletivo literário feminista Mulherio das Letras.

Obra[editar | editar código-fonte]

Romance[editar | editar código-fonte]

  • O Voo da Guará Vermelha – 2005, Objetiva, 2015 Alfaguara (finalista do prêmio Zaffari & Bourbon 2007) - Traduzido e publicado na França (Metailié, 2008), na Espanha (em espanhol, Alfaguara, e em catalão, Club Editor), 2008 e 2009, publicado também em Portugal, 2008, Oficina da Palavra.
  • Quarenta Dias - 2014, Alfaguara - (1° lugar do Prêmio Jabuti 2015, romance e do Jabuti Livro do ano de ficção; semi-finalista do Prêmio Oceanos 2015); finalista do Prêmio Estado do Rio de Janeiro)
  • Vasto Mundo 2001, Ed Beca, (Finalista do prêmio cidade de Belo Horizonte 1998); 2015, (nova versão) Alfaguara
  • Outros cantos (2016) - Selecionado para patrocínio pela Petrobras Cultural - Alfaguara/Cia das Letras. Prêmio Casa de las Américas de 2017, prêmio Jabuti 2017, 3* lugar, categoria romance, Prêmio São Paulo, 2017, melhor romance. [5]
  • Carta à Rainha Louca (2019) - Alfaguara

Contos e crônicas[editar | editar código-fonte]

  • Modo de Apanhar Pássaros à Mão - 2006, Objetiva (Semi-finalista do prêmio Portugal-Telecom em 2007, selo Altamente recomendável para jovens, da FNLIJ))
  • A face serena - (no prelo) a sair em 2017 pela ed. Penalux, Guaratinguetá - (Menção honrosa no Prêmio Lucílio Varejão, Cidade do Recife em 2008 [sob o título "A utilidade da cobra"]; menção honrosa no prêmio Cidade de Belo Horizonte em 2013).
  • Histórias nada sérias, ed. Escaleras, João Pessoa, 2017
  • Participa com contos em várias coletâneas no Brasil e no exterior - Argentina, Itália, França, USA)

Infantil e juvenil[editar | editar código-fonte]

  • O Arqueólogo do Futuro - 2006, Planeta
  • O Problema do Pato - 2007, Planeta
  • No Risco do Caracol - 2008, Autêntica (Prêmio Jabuti, infantil, 2o. lugar, 2009)
  • Conversa de Passarinhos – Haikais para crianças de todas as idades (com Alice Ruiz) - 2008, Iluminuras (Finalista do prêmio Jabuti, juvenil, em 2009)
  • Histórias daqui e d'acolá – 2009, Autêntica
  • Hai-Quintal - Haicais descobertos no quintal – 2011, Autêntica
  • Ouro Dentro da Cabeça - 2012, Autêntica - (Prêmio Jabuti, juvenil, 3o. lugar, 2013)
  • Jardim de Menino Poeta - 2012, Planeta
  • Vampiros e outros sustos - 2013, Dimensão
  • Uma Aventura Animal - 2013, Editora DSOP

Obra publicadas no exterior[editar | editar código-fonte]

  • Vaste monde, traduzido por Paula Anacaona, collection Terra, Editions Anacaona, Paris, 2017.
  • O voo da guará vermelha - Oficina do Livro, 2007, Portugal;
  • Le vol de l’ibis rouge - Editions Métaillié, Paris 2008
  • El vuelo de la ibis escarlata -   Alfaguara/Santillana – Madrid – 2008
  • El vol de l’ibis roig.  Edição em catalão– Editor Club – Barcelona, 2008.

Participa com contos nas coletâneas:

  • Il sud di dentro, Il Segno dei Gabrielli Editori, Verona, 1997.
  • Antologia I ed. "Le mie parole altrui", Giovanne Holden,   Lucca,  2007.
  • Desacordo Ortográfico – Livro do Dia – Lisboa, 2010.
  • Cuentos en tránsito- Antología de narrativa brasileña - Alfaguara - Argentina - 2014.

(entre outras)

Referências

  1. Uma peregrinação em Porto Alegre. Gazeta do Povo - Rascunho
  2. Maria Valéria Rezende viveu na rua para escrever romance. O Estado de S.Paulo, 2 de maio de 2014
  3. «Carol Rodrigues e Maria Valéria Rezende vencem o Prêmio Jabuti 2015 - 19/11/2015 - Ilustrada - Folha de S.Paulo». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 19 de novembro de 2015 
  4. «Maria Valéria Rezende conquista o Prêmio São Paulo de literatura». Folha de S.Paulo. 6 Novembro 2017. Consultado em 19 de Fevereiro de 2018 
  5. Escritora Maria Valéria Rezende ganha prêmio Casa de Las Américas. Folha de S.Paulo, 27 de janeiro de 2017

Ligações externas[editar | editar código-fonte]