Maria de Battenberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Maria
Princesa de Battenberg
Princesa de Erbach-Schönberg
Marido Gustavo Ernesto, Príncipe de Erbach-Schönberg
Descendência Alexandre, Príncipe de Erbach-Schönberg
Maximiliano de Erbach-Schönberg
Vítor de Erbach-Schönberg
Maria de Erbach-Schönberg
Casa Battenberg
Nascimento 15 de fevereiro de 1852
  Estrasburgo, França
Morte 20 de junho de 1923 (71 anos)
  Schönberg, República de Weimar
Pai Alexandre de Hesse e Reno
Mãe Julia de Hauke

Maria Carolina de Battenberg (em alemãoMarie Karoline von Battenberg; 15 de fevereiro de 1852 – 20 de junho de 1923) foi uma princesa de Battenberg por nascimento e princesa de Erbach-Schönberg por casamento. Ela trabalhou como escritora e tradutora.

Maria Carolina era a filha mais velha do príncipe Alexandre de Hesse e Reno e da fundadora da Casa de Battenberg, a sua esposa morganática, a condessa Julia de Hauke, filha do conde contador polonês Hans Moritz von Hauke. Como resultado de um casamento morganático, Maria Carolina e seus irmãos foram excluídos da sucessão do Grão-Ducado de Hesse, sendo criados os Príncipes de Battenberg, com o estilo de Sua Alteza Sereníssima. Maria foi concebida seis meses antes de seus pais se casarem, então ela sempre disse às pessoas que seu aniversário era 15 de julho e não fevereiro.

Casamento e filhos[editar | editar código-fonte]

A princesa casou-se em 19 de abril de 1871 em Darmstadt, com o conde Gustavo Ernesto de Erbach-Schönberg, que foi elevado ao cargo de príncipe (alemão: Fürst) em 1903 devido a laços familiares com a Família real britânica e a Família imperial da Rússia. Eles tiveram quatro filhos:

Nome Nascimento Morte Observações
Alexandre, Príncipe de Erbach-Schönberg 12 de setembro de 1872 18 de outubro de 1944 Casou-se, em 1900, com a princesa Isabel de Waldeck e Pyrmont (6 de setembro de 1873 — 23 de novembro de 1961); com descendência.
Maximiliano de Erbach-Schönberg 17 de março de 1878 25 de março de 1892 Não se casou; sem descendência.
Vítor de Erbach-Schönberg 26 de setembro de 1880 27 de abril de 1967 Casou-se, em 1909, com a condessa Elisabeth Széchényi de Sarvar et Felsö-Vidék; sem descendência.
Maria de Erbach-Schönberg 7 de julho de 1883 12 de março de 1966 Casou-se, em 1900, com o príncipe Frederico Guilherme de Stolberg-Wernigerode (23 de julho de 1870 — 23 de janeiro de 1931); com descendência.

Títulos e honras[editar | editar código-fonte]

  • 15 de julho de 1852 – 26 de dezembro de 1858: "Sua Alteza Ilustríssima, a condessa Maria de Battenberg"
  • 26 de dezembro de 1858 – 19 de abril de 1871: "Sua Alteza Sereníssima, a princesa do Maria de Battenberg"
  • 19 de abril de 1871 – 18 de agosto de 1903: "Sua Alteza Sereníssima, a princesa Maria, princesa Gustavo de Erbach-Schönberg"
  • 18 de agosto de 1903 – 20 de junho de 1923: "Sua Alteza Sereníssima, a princesa Gustavo de Erbach-Schönberg"

Ancestrais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Marie of Battenberg, Princess of Erbach-Schönberg > Ancestors». RoyaList. Consultado em 13 de setembro de 2015 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Marie of Erbach-Schönberg: Memoirs of Princess Marie of Erbach-Schönberg, Princess of Battenberg, 1852–1923, nd V. 1958 ISBN 3-922781-75-6
  • Marie von Erbach-Schönberg: Meine Reise nach Bulgarien im Jahre 1884, Heller, 1916 Marie of Erbach-Schoenberg: My trip to Bulgaria in 1884, Heller, 1916
  • Sophie Pataky: Lexikon deutscher Frauen der Feder, Bd. 1. Sophie Pataky: Encyclopedia of German women of the pen, 1st Bd Berlin, 1898., S. 194. Berlin, 1898., P. 194
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Maria de Battenberg
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.