Mariana Belém

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2010). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Mariana Belém
Informação geral
Nome completo Mariana de Figueiredo Pereira
Nascimento 5 de março de 1980 (39 anos)
Origem São Paulo, SP
País  Brasil
Período em atividade 2001 - presente
Outras ocupações cantora
Afiliação(ões) Fafá de Belém
Página oficial www.marianabelem.com.br

Mariana de Figueiredo Pereira, conhecida por Mariana Belém (São Paulo, 5 de março de 1980) é uma cantora brasileira, filha da cantora Fafá de Belém e do músico Raul Mascarenhas.

Biografia e carreira[editar | editar código-fonte]

Apesar de ser filha de músicos, Mariana Belém só teve vontade de cantar profissionalmente aos 19 anos, quando percebeu que a faculdade de Comunicação Social não a satisfazia.

Em uma viagem, decidiu estudar canto lírico em Perugia, na Itália onde ficou por cerca de 8 meses estudando e trabalhando como garçonete e bartender para manter os estudos no conservatório e das aulas para aprender a falar italiano.

Da Itália, foi para Seattle, nos Estados Unidos, onde estudou música, por sete meses, na North Seattle Community College. Lá, fez parte de bandas de jazz e rock, foi uma das solistas do coral e se apresentou em recitais de diferentes estilos. Lá percebeu o reconhecimento por seu talento, pois ninguém fazia ideia de quem era sua mãe.

Ao chegar, recebeu um convite de sua mãe para juntas cantarem em uma série de concertos especiais em Portugal em 2001, em comemoração aos 18 anos de carreira de Fafá no país.

Ao voltar para a capital paulista, sua cidade natal, fez teste para entrar em uma banda country, a Red Fox, e cantar um dos estilos de sua grande paixão. Desde os 16 anos, ia a casas country dançar e vivia em rodeios com amigos.

Ficou na banda por pouco mais de um ano, fazendo shows em casas country do interior de São Paulo e em outros estados, em rodeios de grande porte, como Barretos. A banda gravou um Maxi single com quatro faixas em 2002 e chegou a vender 3.500 cópias em duas semanas, em shows e em casas country.

Em 2003 resolveu partir para carreira solo e gravou uma demo de sua autoria chamada "Eu Sei". Participou de programas de TV como Planeta Xuxa, aonde cantou com a mãe, Altas Horas, Faustão e Jovens Tardes - Especial de Novela (cantou Chuva de Prata da cantora Gal Costa). Enquanto tentava gravar profissionalmente, fez shows com sua mãe, gravou com ela a música "Jardins Proibidos" no CD Piano e Voz, fez participações em shows de bandas country e de música eletrônica, a Spirit City que se apresentou em casas como Na Mata Café em São Paulo e também no evento Mercado Casa Mix.

Após 6 meses estudando no Conservatório Souza Lima, no começo de 2004, se inscreveu, escondida de todos, no programa Fama da Rede Globo e foi escolhida entre cerca de 27 mil pessoas para ser uma das 14 participantes. Cantou no programa as músicas "Odara" (Caetano Veloso), "Velha Infância" (Tribalistas), "Paralelas" (Belchior), "Sua Estupidez" (Roberto Carlos), "Amor Perfeito" (Roberto Carlos), "De Volta Pro Meu Aconchego" (Elba Ramalho) e "Tudo O Que Se Quer" (Emílio Santiago) entre outras.

O programa foi uma vitrine de seu trabalho para o Brasil, já que, em seguida, fez turnês pelo Piauí, Recife e Maceió com públicos de até 35 mil pessoas. No repertório, músicas de artistas que são suas influências musicais como Lulu Santos, Ana Carolina, John Mayer entre outros.

Após participar do DVD do grupo Rastapé cantando clássicos de Alceu Valença, Mariana Belém gravou seu primeiro CD, com direção musical de Jorge Davidson e produzido por Zé Henrique, Sérgio Knust e Marcelão. Antes do lançamento, participou também do primeiro DVD de Fafá de Belém, no qual canta Maria Solidária, de Milton Nascimento e Fernando Brandt e do DVD Marlene: A Rainha e as Artistas do Rádio cantando em dueto com sua avó Carminha Mascarenhas, o Samba da Madrugada.

Mariana se apresentou também por um ano e meio com o musical "Os Produtores", de direção e adaptação de Miguel Falabella, interpretando a personagem "Pega Aqui", cantando, sapateando e dançando no ensamble do espetáculo. Após passarem pelas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre, Mariana Belém segue agora apresentando seu show, que faz parte do Projeto Árvore, onde conta e canta a história musical da sua árvore genealógica, desde seus avós, passando pelos pais e, finalmente, terminando com as músicas que marcaram a sua vida e no começo de 2011 lança seu 1º CD.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

É casada com Cristiano Saab. No início de 2011, engravidou novamente de uma menina, Laura, que veio à luz no dia 31 de dezembro de 2011. No dia 5 de fevereiro de 2016 nasce sua segunda filha Julia.[1]

Mariana afirma que quer ter até três filhos.[2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma cantora é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.